Atualidade

11 de Agosto de 2014

Videojogos em doses moderadas fazem bem

 

Um estudo da Universidade de Oxford sugere quejogar videojogos por curtos períodos de tempo podegerar um pequeno, mas positivo, impacto nodesenvolvimento de crianças e adolescentes.

Os cientistas da Universidade de Oxford, no Reino Unido, descobriram que jovens que passavam menos de uma hora por dia a jogar videojogostiveram melhores desempenhos em índices de satisfação com a vida e relacionamento, quando comparados com os que não jogaram.

Mas os adolescentes que usaram este tipo de jogos durante mais de três horas diárias relataram menos satisfação com a vida em geral. A pesquisa foi publicada na revista Pediatrics.

A pesquisa envolveu vários estudos britânicos num total de cinco mil crianças e adolescentes entre 10 e 15 anos de idade.

Fonte | Pais&Filhos