Espaço Família | Como Cresceram

Segurança Infantil

22 de Julho de 2015

Viajar de carro em segurança entre os 2 e os 4 anos

10268624_1456140937955908_1078140233207222841_n (1)

À semelhança de outras organizações europeias, a APSI aconselha o transporte de crianças no automóvel em cadeiras voltadas para trás até aos 3 ou 4 anos, mas pelo menos até aos 18 meses ou 2 anos.

Quando se utilizam cadeiras homologadas pelo novo Regulamento 129 (i-Size) é obrigatório o transporte voltado para trás até aos 15 meses. Contudo, a lei portuguesa só obriga à utilização de cadeiras voltadas para trás, para as crianças com menos de 3 anos que viajam no lugar do passageiro da frente, sendo obrigatório que o airbag esteja desligado. Mas é sempre preferível utilizar os lugares de trás, considerados mais seguros após análise de muitos acidentes.

Existem no mercado cadeiras homologadas pelo R/44 até aos 18Kg ou 25Kg e pelo R/129 até aos 105 cm, que permitem transportar crianças voltadas para trás até aos 3 ou 4 anos para maior proteção da sua cabeça grande e pesada e do pescoço muito frágil. Este tipo de cadeiras confere uma proteção que ronda os 90% o que significa que, em caso de acidente, podem salvar a vida de 9 em cada 10 crianças.

Estas cadeiras são maiores, têm mais espaço para as pernas da criança e têm geralmente um pé que apoia no chão do automóvel, existindo modelos com e sem sistema Isofix. Antes de comprar é fundamental experimentar nos automóveis onde serão utilizadas, para confirmar que não há incompatibilidades e que é possível instalá-las respeitando as instruções do respetivo fabricante.

Nesta idade das birras, há uma “vacina” ótima para evitar ou reduzir a probabilidade de lesões graves em caso de acidente rodoviário: chama-se “cadeirinha” e infelizmente não é de toma única! Tem que ser utilizada sempre, em todas as viagens, por mais curtas que sejam. Se a criança nunca for retirada da cadeirinha com o carro em andamento vai perceber que não tem alternativa – em autoestrada, pode ter que aguentar 30 minutos a chorar, até o condutor poder parar numa área de serviço! Mas, se a criança sair da cadeira uma única vez, vai exigir o colo de um adulto, onde viajará em risco elevado de projeção para o exterior…

Uma parceria:

image001   Captura de Ecrã (471)