Espaço Família | Como Cresceram

Atividades

24 de Março de 2014

Vamos caçar poemas?

quarto_das_brincadeiras_poesia

Espalhar poemas pelos cantos mais inesperados da casa, para que os miúdos leiam (ou ouçam, se forem muito pequenos) Fernando Pessoa, António Torrado, Sophia de Mello Breyner e outros belos poetas. Na porta do quarto, dentro das gavetas, no espelho, no armário. Hoje é Dia Mundial da Poesia e é esta a sugestão do Quarto das Brincadeiras. Porque os poemas ensinam a sonhar.

Hoje é Dia Mundial da Poesia e para vos inspirar, o Quarto das Brincadeiras escrever um poema vai tentar. Com uma sugestão de brincadeira, é claro, que para isso arranjamos sempre maneira, mas hoje com outros tons e rimas para todos os meninos e meninas. Logo à noite lá por casa, vamos descobrindo em cantinhos, poemas inesperados com os quais vamos ficar espantados. Vamos lavar os dentes e ali no espelho, olha um Caracol tão lindo! É uma folha colada com um poema do Fernando Pessoa, sobre um menino que tinha um caracolinho. Logo ao chegarmos a casa encontrámos a Dona Vanda, escrita na porta da varanda (ou da entrada), um poema do António Torrado. Depois fomos para a sala e ali todo catita, pendurado num quadro, encontrámos o Poema do Coração. Esta é uma linda poesia do António Gedeão, à qual se podem seguir muitos outros poetas atrás das portas ou numa gaveta aberta, que farão os mais novos sorrir (e também rir…). O Eugénio de Andrade, a linda Sophia e muitos outros autores, querem todos ajudar a dar às palavras novos sabores. É só continuarmos a procurar e também alguns poemas podem os adultos com as crianças escrever. Já viram como é tão fácil de fazer?

Idades:  3-5 anos, 6-8 anos, 9-12 anos, Mais de 12 anos

Informação adicional: 

Para inspiração:

Poetas de Hoje e de Ontem

[Havia um menino]

Dona Vanda

Poema do Coração

quarto-das-brincadeiras-logotipo