Espaço Família | Como Cresceram

Atividades

22 de Julho de 2015

Um mundo só para eles

nm1208_criancas

A brincar é que as crianças se entendem.

É ao ar livre que as crianças constroem algumas das melhores memórias de infância. Aproveite as férias para dar aos seus filhos um tempo e um espaço em que crescer seja sinónimo de brincar e sonhar.

Ainda se lembra de quando tinha três meses de férias? Do tempo em que o mundo era um imenso parque de brincadeiras, com árvores para trepar, trilhos para explorar, animais para conhecer e segredos para descobrir? Se tem um jardim em casa, o melhor presente que pode oferecer ao seu filho é transformá-lo num parque de diversões à sua medida, dando-lhe a possibilidade de brincar ao ar livre, gastar muita energia e explorar o mundo lá fora. E nem precisa de muito: a imaginação das crianças é meio caminho andado.

Brincar a céu aberto é, dizem os especialistas, fundamental, promovendo o bem-estar e o desenvolvimento físico. «As crianças são naturalmente atraídas para a prática de atividades no exterior», diz Kathleen Alfano, antiga diretora de pesquisa na Fisher-Price. «Isto permite-lhes explorar o ambiente, desenvolver a força e a coordenação muscular e ganhar autoconfiança. Brincar ativamente no exterior também aumenta a flexibilidade, a coordenação ao nível da motricidade grossa e fina e está relacionado com o desenvolvimento de uma grande variedade de capacidades físicas, incluindo as envolvidas no desporto.»

O desenvolvimento de sistemas imunitários mais fortes, maior criatividade e imaginação, respeito pelo meio ambiente e menores níveis de stress são outras vantagens a que se junta um benefício óbvio: a criação de hábitos de vida saudáveis pela prática de desporto, fundamental numa época em que 155 milhões de crianças em idade escolar, no mundo inteiro, têm excesso de peso ou são obesas (em Portugal, o problema afeta uma em cada três crianças, sendo um dos países da Europa com piores resultados nesta área).

Apesar dos muitos benefícios, as brincadeiras ao ar livre requerem, também, alguns cuidados extra, de modo a garantir a segurança dos mais novos. Cumprido isto, é deixá-los sonhar e brincar – e encontrar na agenda tempo para partilhar com eles a incrível aventura que é crescer. Lembre-se: eles só são crianças uma vez.

BRINCAR EM SEGURANÇA

Evite as horas de maior calor e aplique protetor solar (ou repelente, se necessário). E não esqueça o chapéu e a t-shirt de algodão.

Antes de montar a zona de brincadeiras, verifique a existência de colmeias, formigueiros ou outros habitats da bicharada.

Coloque os equipamentos e brinquedos afastados de muros ou árvores, para que as crianças não tentem saltar.

Evite equipamentos feitos com materiais que aquecem ao sol – podem provocar queimaduras.

Siga sempre as instruções dos fabricantes na hora de instalar os equipamentos.

Nunca deixe as crianças brincarem na piscina sem supervisão. No caso de piscinas insufláveis, mantenha-as vazias sempre que não estiver por perto. Se tem uma piscina de maiores dimensões, considere a colocação de cercas com um portão.

Evite a utilização de gravilha, que os mais novos podem levar à boca.

Se possível, opte pela colocação de relva para amortecer quedas e tornar o jardim mais confortável e seguro.

Não use produtos químicos, como pesticidas e inseticidas, no jardim.

Supervisione as brincadeiras das crianças mais novas.

Fonte: Notícias Magazine