Espaço Família | Vem aí um irmão

Segurança Infantil

2 de Abril de 2014

Segurança a bordo do grupo 1 (9-18 Kg. 9 Meses – 4 Anos aprox.)

 Sistemas com almofada de segurança

A CYBEX recomenda o uso do sentido contrário à marcha o máximo de tempo possível. Porém ao viajar no sentido da marcha a CYBEX recomenda o uso da almofada de proteção de forma a assegurar a máxima segurança para as crianças.

Cadeirinhas com almofada de segurança seguem um princípio similar ao de um airbag insuflado. Em comparação com um sistema de arnês de 5 pontos, a almofada reduz significativamente a energia gerada no momento de impacto. Esta energia, derivada de um impacto frontal, é distribuída através de uma ampla área da almofada fazendo com que, a força seja amortizada e absorvida. O cinto de segurança não magoa as partes abdominais mais sensíveis, os ombros e o pescoço mantêm-se protegidos na zona de segurança.

Má utilização no grupo 1

O Automóvel Club de Portugal, em conjunto com a Prevenção Rodoviária Portuguesa e a Cybex, apresentaram em 2013 um estudo referente à campanha “A Segurança Responsável”. O objetivo deste estudo foi conhecer os hábitos dos condutores, identificar os problemas mais comuns no transporte infantil e analisar as consequências do uso incorreto dos Sistemas de Retenção para Crianças (SRC).

716121667 (1)

Um dado relevante deste estudo é o que se refere ao facto das crianças colocarem os braços fora do sistema de arnês ou cinto de segurança. Do total de inquiridos, 42% afirmam que as crianças que transportam, já retiraram os braços (em algum momento) do sistema de arnês ou do próprio cinto de segurança do automóvel.

Por outro lado, 17% dos inquiridos afirmam que já testemunharam que a criança desapertou o arnês ou o cinto de segurança.

Quais as consequências deste uso incorreto de um sistema de retenção?

Realizaram-se dois crash-tests com um impacto frontal a 64 km/h, com os mesmos critérios de impacto e o mesmo grupo (Grupo 1: 9kg – 18kg) de cadeiras, mas com diferentes sistemas de retenção:

Crash-test 1:

Impacto com um manequim (dummy) com a fisionomia de uma criança de 3 anos, colocado no assento traseiro do lado direito, utilizando um sistema de retenção de crianças homologado para os Grupos 1-2-3 com sistema de arnês (cintos da cadeira) de segurança. Sistema de fixação Isofix de 3 pontos.

Crash-test 2:

Impacto com um manequim (dummy) com a fisionomia de uma criança de 3 anos, colocado no assento traseiro do lado direito, utilizando um sistema de retenção de crianças homologado para os Grupos 1-2-3 com um sistema de almofada de segurança. Sistema de fixação Isofix de 2 pontos e cinto de segurança.

Este crash-test foi realizado de forma a demonstrar as consequências deste tipo de uso incorreto (muito comum no Grupo 1). Os resultados demonstram que a criança que liberta a parte superior do corpo para fora do sistema de arnês fica exposta a um risco elevado de lesões em caso de acidente fazendo com que o sistema não a proteja adequadamente.

RESULTados do 1º crash-test – uso incorreto do sistema de arNêS (os braços estÃo colocados fora do sistema de arnês)

Para uma criança que não use corretamente o sistema de arnês, existe um risco latente de lesões pois o seu tórax não se encontra devidamente retido. Durante um impacto a cadeira mantêm-se fixa ao automóvel e o sistema de arnês mantêm-se devidamente apertado. Ainda que o impacto não pretenda avaliar a eficácia da cadeira, uma vez que o que pretende é demonstrar a sua incorreta utilização, os resultados revelam que o sistema de retenção de crianças utilizado neste modelo, não cumpre os requisitos dinâmicos necessários, superam-se os limites dos critérios biomecânicos e o movimento não é suficientemente restringido. De acordo com os dados recolhidos, a probabilidade de sofrer várias lesões é muito alta após o impacto.

Crash-test 1

 crashTest2

Resultados do 2º crash-test – A criança viaja com o sistema almofada de segurança

O Sistema de retenção para crianças desempenha as dinâmicas necessárias num impacto e impede que a criança saia da cadeira. Não há qualquer risco de embate com elementos dentro do veículo.

O Dummy com a fisionomia de uma criança de 3 anos mantem-se dentro do sistema de retenção, que permanece devidamente instalado após impacto. Com base nos dados obtidos não existe risco de projeção ou lesões para o passageiro.

Crash-test 2

crashTest almofada

As partes mais sensíveis do pescoço e cabeça ficam assim protegidas. A almofada de segurança regulável permite uma maior liberdade de movimentos para a parte superior do corpo da criança.

 

cybex