Espaço Família | O nosso 1º Filho

Cuidados ao Bebé

26 de Janeiro de 2015

Reflexos à nascença

3

Chama-se reflexo à resposta face a um determinado estímulo. Todos os bebés nascem com uma série de reflexos, muitos dos quais tornam possível a sua sobrevivência. Por exemplo, o de sucção, que lhe permite alimentar-se.

Reflexo de preensão palmar Se colocarmos um dedo ou outro objecto (por exemplo, um lápis) na palma da sua mão, o bebé fecha-a flectindo os dedos e agarra-o. Depois de segurá-lo firmemente, puxa-o para ele. Este reflexo persiste aproximadamente até aos três meses, e é tão forte que o bebé pode inclusivamente manter-se pendurado.

Reflexo tónico da nuca Deitado de barriga para cima, o bebé adopta a posição de um verdadeiro esgrimista: vira a cabeça para um lado e flecte o braço e a perna, enquanto estica os membros do lado contrário.

O reflexo de marcha Se segurarmos um bebé pelas axilas e o mantivermos na posição vertical sobre uma mesa ou outra superfície plana, levantará primeiro uma perna e depois a outra, como se quisesse dar passinhos. Este reflexo geralmente desaparece às cinco ou seis semanas de vida.

Reflexo de Moro Também se reconhece como o reflexo de sobressalto, porque quando se assusta ou sobressalta devido a um ruído forte, ou quando tem a sensação de cair, o bebé abre e estende bruscamente as pernas e os braços. Seguidamente também repentinamente fecha os braços sobre o peito, como num abraço. Este reflexo dura até aos quatro ou seis meses.

Reflexo de busca Quando a sua maçã do rosto roça o peito ou outra parte do corpo da sua mamã, o bebé roda a cabeça na direcção do estímulo. Este reflexo permite-lhe encontrar o mamilo.

Reflexo de sucção Se introduzirmos algum elemento, o mamilo, um dedo ou a tetina dentro da boca do bebé, imediatamente ele começa a sugar com vigor. Embora o reflexo de sucção costume desaparecer entre um mês e os quatro meses, depois deste período pode subsistir enquanto o bebé estiver a dormir.

Reflexo de preensão plantar Assim como acontece com o reflexo de preensão palmar, ao passar-lhe um dedo pela planta do pé desde o calcanhar até ao dedo polegar o bebé dobra o pezinho para dentro. Este reflexo desaparece entre os seis meses e os dois anos. O seu desaparecimento é fundamental para que o bebé possa andar.

HM - logo peq

 

Sofia Homem

Coordenadora Healthy Mommy