O Barrigas aconselha...

“As crianças são muito infantis” | Fernando Caeiro e Filipa da Rocha Marques

As crianças são muito infantis, Fernando Caeiro, Filipa da Rocha Marques, Bertrand EditoraFacebook. Blogues. Da cozinha ao diário, muitos são os exemplos de livros que nasceram a partir da blogosfera ou das redes sociais, depois de criada uma base de leitores que obrigou o on-line a transformar-se, também, em papel.

As crianças são muito infantis” (Bertrand Editora, 2015), com data de lançamento agendada para dia 13 deste mês, é um desses exemplos, um livro nascido a partir das tiras que foram sendo publicadas na página do facebook com o mesmo nome, uma coleção, como diz Nuno Markl no prefácio, de «instantâneos das conversas que o Fernando tem com os filhos e no bom gosto gráfico da Filipa da Rocha Marques.»

As crianças são muito infantis, Fernando Caeiro, Filipa da Rocha Marques, Bertrand Editora

Sempre ao volante do seu pão-de-forma e em modo de táxi, Fernando recria as situações do dia-a-dia que todos os pais e mães têm ao volante quando os bancos traseiros – e, em alguns casos, também o do pendura – são ocupados pela descendência, normalmente no familiar trajecto casa-escola-casa. No caso de Fernando Caeiro, o autor, falamos de um quase mini-autocarro, com três filhas e um filho a serem conduzidos através do rebuliço de uma cidade.

Num livro com muito humor, alguma melancolia, uma boa dose de ironia e sarcasmo a rodos, encontramos muitos dos temas universais de conversa que podem ser usados durante uma viagem em modo quatro rodas: futebol – de preferência sobre o clube do leão -, controlo parental, economia familiar, gramática, política ou ainda sexo – o porquê de mexer na pilinha ou o clássico de onde vêm os bebés são mencionados. É entrar no pão-de-forma e aproveitar a boleia de Fernando e seus catraios.

 

Outros Produtos