O Barrigas aconselha...

Cytothera – criopreservação de células estaminais

Kit_Cytothera_Plus

 

Cytothera  – criopreservação de células estaminais do sangue e tecido do cordão umbilical

 

A Cytothera é um Laboratório português que se dedica à investigação e criopreservação de células estaminais e que pertence ao Grupo Farmacêutico MEDINFAR. Com mais de oito anos de experiência em Portugal, a Cytothera é uma empresa certificada de acordo com as Normas de Qualidade da ISO 9001:2008, pela EIC (Empresa Internacional de Certificação).

A Cytothera disponibiliza três serviços distintos:

Cytothera Baby

O serviço Cytothera Baby permite recolher, processar e criopreservar células estaminais obtidas a partir do sangue do cordão umbilical do seu bebé, para eventual utilização futura.

As células estaminais recolhidas do sangue do cordão umbilical são na sua maioria células estaminais hematopoiéticas e podem ter várias aplicações terapêuticas em doenças do foro sanguíneo, tais como, leucemias agudas e crónicas, linfomas, anemias e imunodeficiências.

 

Cytothera Cord

O serviço Cytothera Cord permite recolher, processar e criopreservar células estaminais obtidas a partir do tecido do cordão umbilical do seu bebé, para eventual utilização futura.

As células recolhidas do tecido do cordão umbilical denominam-se por células estaminais mesenquimais e podem ter várias aplicações terapêuticas. Entre elas podem destacar-se a regeneração de osso, cartilagem e tecido nervoso, osteogenesis imperfecta (doença dos ossos de vidro), diabetes tipo I e doença do enxerto contra o hospedeiro, entre outras

 

Cytothera Plus

O serviço Cytothera Plus permite recolher, processar e criopreservar células estaminais obtidas a partir do sangue e do tecido do cordão umbilical do seu bebé, para eventual utilização futura. O serviço Cytothera Plus é equivalente ao conjunto dos serviços Cytothera Baby e Cytothera Cord.

 

PORQUÊ FAZER A CRIOPRESERVAÇÃO DAS CÉLULAS ESTAMINAIS DO CORDÃO UMBILICAL

O nascimento de um filho é um momento único para recolher as células estaminais do sangue e tecido do cordão umbilical. É assim muito importante a decisão dos pais relativamente a este tema.

As células estaminais são células indiferenciadas muito primitivas que têm uma capacidade extraordinária de se diferenciarem em vários tipos de células adultas que compõem o nosso organismo.

É, no entanto, importante distinguir entre células estaminais hematopoiéticas e células estaminais mesenquimais.

Em termos gerais, as células estaminais hematopoiéticas dão origem a células de linhagem sanguínea e, por esse motivo, são geralmente utilizadas no tratamento de doenças relacionadas com o sangue (alguns tipos de leucemias, linfomas ou anemias). Este tipo de utilização das células estaminais hematopoiéticas tem sido aplicado desde há alguns anos com resultados positivos.

Por outro lado, existem células estaminais mesenquimais, com uma capacidade extraordinária de diferenciação. Consoante os estímulos, podem diferenciar-se em células nervosas, musculares, cartilagíneas, ósseas, adiposas ou endócrinas (produtoras de hormonas), que poderão ser, num futuro próximo, uma solução muito atrativa para a resolução de múltiplas patologias.

A principal razão porque se deve criopreservar as células é por questões de compatibilidade. De um modo simples, as células do próprio indivíduo não serão sujeitas a rejeição por esse mesmo indivíduo. Assim, as células criopreservadas poderão ser sempre utilizadas sem problemas de compatibilidade pelo próprio e têm boas probabilidades de aplicação em familiares próximos.  As células estaminais, isoladas a partir do sangue e tecido do cordão umbilical, são mais facilmente obtidas do que a partir de outras fontes e por métodos não invasivos.

CYTOTHERA_Logo

 

Outros Produtos