Espaço Família | O nosso 1º Filho

Amamentação

16 de Setembro de 2014

Porquê amamentar?

Ao longo das últimas décadas a alimentação do recém-nascido tem sofrido várias alterações. A amamentação sempre foi a escolha n.º1 mesmo que a mãe não produzisse leite suficiente as chamadas amas-de-leite garantiam que o bebé fosse amamentado. “A industrialização, a II Guerra Mundial, a massificação do trabalho feminino, os movimentos feministas, a perda da família alargada, a indiferença ou ignorância dos profissionais de saúde e a publicidade agressiva das indústrias produtoras de substitutos do leite materno”1 tiveram como consequência a diminuição dos bebés amamentados em detrimento dos bebés alimentados com leites artificiais. As consequências foram gravíssimas no que respeita à mortalidade infantil e por esse motivo a partir da década de 70, sobretudo as mulheres mais informadas contrariaram essa tendência e retomaram gradualmente a prática do aleitamento materno.

Nos dias que correm a amamentação está na ordem do dia, é promovida constantemente pois está associada a um sem número de benefícios para a mãe e para o bebé. Sabemos hoje que o leite materno é um “alimento vivo, completo e natural, adequado para quase todos os recém-nascidos, salvo raras excepções”.

Vivemos uma época em que valorizamos a saúde, a rapidez de execução, a segurança, o tempo e a rentabilização de recursos. A amamentação é o método mais económico, seguro e prático para alimentar o bebé pois é biológico não necessita de ser manuseado, já está preparado e à temperatura ótima. Para além disso existem um conjunto de vantagens específicas para a mãe e para o bebé, nós enumeramos algumas:

Para o bebé:

– Previne meningites e infeções gastrintestinais, respiratórias e urinárias;

– Tem um efeito protetor sobre as alergias;

– Previne vómitos e diarreia;

– Melhora a adaptação a outros alimentos;

– A longo prazo previne diabetes e linfomas;

– De fácil digestão o que se traduz em menos cólicas;

– Melhora o desenvolvimento mental do bebé;

-O ato de mamar na mama melhora a formação da boca e o alinhamento dos dentes.

Para a mãe:

– Facilita a involução uterina;

– Reduz a probabilidade de cancro da mama.

porque_amamentar

Para ambos estimula o vínculo mãe-filho, promove o contato pele com pele e olhos nos olhos que como vimos em publicações anteriores transmite segurança, sentimento de pertença contribuindo para um bebé mais calmo e uma mãe mais confiante e menos ansiosa.

Viva o aleitamento materno!

logo

Mónica Corte-Real e Sigride Rodrigues
Enfermeiras e autoras do blog Chá de Bebé