Espaço Família | Como Cresceram

Internet & Tecnologia

22 de Maio de 2013

Pensar a Segurança Digital em Família

A M. passa cada vez mais tempo no computador…são as redes sociais, os sites sobre moda, que adora, os jogos. E o meu medo aumenta! Será que posso controlar o que ela vê na Internet?

O avanço tecnológico tornou extramente acessível a conexão e a partilha de conteúdos com amigos, família e outras pessoas, em qualquer hora e em qualquer lugar, seja através das plataformas tradicionais (computadores) ou das plataformas móveis (telemóveis, consolas, etc.). Crianças e jovens são utilizadores ávidos de informação e a facilidade com que aprendem a utilizar a Internet e respetivas plataformas de acesso pode ter um elevado custo se não forem acauteladas questões de segurança.

Os pais são fundamentais neste processo e por isso vão ter de se envolver na segurança digital dos filhos, pois os sinais de alerta nem sempre são óbvios para eles. Sob o mote de como surfar seguro na Net, terão de aprender e ensinar aos filhos a proteger a segurança do computador, a proteger as informações de identidade pessoal, a ser cautelosos no download de programas e arquivos, a ser criteriosos nos websites onde entram e nas redes sociais que utilizam.

Vai ser preciso aprender algumas palavras novas como phishing, malware, spyware, spam, junk e sexting. E também saber mais sobre programas de proteção do computador (firewall, antivírus, controle parental, etc.). Mas o primeiro passo, é garantir uma boa comunicação com os filhos sobre estes assuntos. E como fazer isso? Cinco indicações simples para começar:

1. Peça aos seus filhos para informá-lo sobre que sites visitam e o que mais gostam de fazer online.
2. Pergunte-lhes o que fazem para estar seguros online, que dicas têm para lhe ensinar e onde é que as aprenderam.
3. Pergunte a eles se eles sabem onde ir para obter ajuda, onde encontrar conselhos de segurança, se sabem utilizar as configurações de privacidade e como reportar ou bloquear serviços nos sites que usam.
4. Peça-lhe que lhe ajude a fazer algo online ou a indicar-lhe amigos a quem recorrem e que o podem ajudar.
5. Pense em como a sua família conjuntamente pode tirar mais proveito da Internet.

Nuno Moreira

Coordenador do Centro Internet Segura na Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Segurança Online

logo_internet_segura