Atualidade

22 de Janeiro de 2015

“Os pais hoje têm alguma dificuldade em esperar”

O vírus da gripe não está mais agressivo este ano. Mas, à semelhança do que acontece todos os anos por esta altura, “é suposto que um número apreciável de crianças tenha gripe”. A explicação é do pediatra pediatra Paulo Oom, que reconhece que a gripe “assusta muitas vezes os pais”. No entanto,  defende, “é preciso  ter bom senso e relativizar”. Normalmente, diz, “o que se faz é o tratamento dos sintomas… e não é preciso mais do que isso”. Basta esperar, alerta, admitindo que “os pais hoje têm alguma dificuldade em esperar que as doenças sigam o seu curso normal e benigno”.

Veja as declarações do pediatra Paulo Oom à revista Pais&filhos/TSF

Leia alguns artigos do pediatra Paulo Oom:

Sinusite

Laringite

Bronquiolites

Evitar ataques de asma

Fonte | Pais&Filhos