Espaço Família | Estamos Grávidos

Cuidados a ter no Pré-Parto

21 de Abril de 2013

O nosso médico falou-nos da amniocentese…

casal gravidoHoje fomos à consulta de obstetrícia, estamos com 15 semanas, a ecografia revelou baixo risco para o Síndrome de Down. A dr Carla sugeriu fazermos uma amniocentese para afastar riscos de doenças cromossómicas, já que tenho 35 anos, altura a partir da qual há mais probabilidade de haver mais defeitos congénitos. Ficámos confusos… não sabemos o que fazer! O risco do bebé ter alguma dessas alterações é de 1 em cada 548, o risco de aborto por causa do exame é aproximadamente 1 em cada 200.Fomos pesquisar sobre o exame, esta foi a informação que encontrámos…

A amniocentese é um procedimento médico de diagnóstico pré natal realizado entre as 15 e as 18 semanas de gestação para obter uma amostra do líquido amniótico através de aspiração transabdominal. O procedimento é realizado com o recurso de um aparelho de ecografia para guiar uma agulha através do abdómen materno até à cavidade amniótica, de forma a se poder fazer a recolha de uma pequena quantidade de líquido amniótico que é posteriormente analisado.

Este exame poderá ser sugerido por diversas razões:

  • Se um dos pais for portador de uma condição genética que possa ser transmitida ao bebé.
  • Se houver história familiar de uma doença genética que possa ser transmitida ao bebé;
  • Se houver história prévia de gravidez ou filhos com malformações congénitas;
  • Se houver marcadores ecográficos ou bioquímicos nos rastreios que demonstrem probabilidade aumentada de existência de doença genética;
  •  Idade materna acima dos 35 anos;

A análise do líquido amniótico vai permitir fazer o diagnóstico molecular de alterações do número de cromossomas 13, 18 e 21 (monossomias ou trissomias), das triploidias (69 XXX, 69 XXY ou 69 XYY), definição do sexo fetal (XX ou XY) e de possíveis de aneuploidias sexuais (45X ou Síndrome de Turner, 45 XXY ou Síndrome de Klinefelter ou 47 XYY ou Dissomia Y).
Cuidados no dia do exame:

  • Pode ser tomada uma pequena refeição antes do exame;
  • A grávida deverá ir acompanhada ao exame, uma vez que no final do exame não deverá conduzir;
  • Deverá ser confirmado se se pretende saber o sexo do feto;

Após a realização do exame:

Caso o seu grupo sanguíneo seja Rhesus negativo é necessário fazer Imunoglobulina Humana Anti-D após o procedimento, reduzindo assim a possibilidade de desenvolver anti-corpos no sangue materno.

Podem surgir pequenas contrações uterinas, que podem ser dolorosas, e podem ocorrer com mais frequência na tarde ou noite a seguir ao procedimento e desaparecem normalmente no dia seguinte.

Deverá ser mantido repouso absoluto no dia do exame evitando esforços (como carregar pesos, andar muito, subir ou descer escadas). No entanto, a maioria das grávidas não tem qualquer tipo de queixa e poderá retomar a actividade normal 3 dias após a realização da amniocentese.

Decidirmos se fazemos ou não uma amniocentese vai ser difícil. É importante lembrarmo-nos que a realização deste exame tem riscos de 0,5 a 1% de se perder a gravidez.

Para nos ajudar a tomar a nossa melhor decisão vamos discutir com a drª Carla os seguintes pontos:

  •  Informação sobre as doenças a serem testadas;
  •  O risco de o bebé vir a ter as doenças testadas;
  • Informação sobre o teste e o que os resultados ;
  •  A fiabilidade do teste;
  • O risco de ter um resultado incerto ou de ter de repetir o teste;
  • O tempo que demorará a ter o resultado do teste;

cpp