Espaço Família | Como Cresceram

26 de Março de 2015

O Contrato

contrato

Foi este o acordo que Janell Burley Hofmann estabeleceu com o filho Gregory ao dar-lhe o iPhone no Natal.

A reação dos leitores a este contrato entre mãe e filho foi incrível: as iRegras foram partilhadas e lidas por milhões de pessoas, tornando-se um fenómeno viral e inspirando Janell a escrever o livro iRegras: Como Educar o Seu Filho na Era Digital.

Querido Gregory,

Feliz Natal! Tu és agora o feliz detentor de um iPhone. Caramba! Tens treze anos, és bom rapaz e responsável, mereces esta prenda. Ora, ao aceitares esta prenda, também aceitas normas e regulamentos. Lê o contrato que se segue. Espero que compreendas que a minha função é fazer de ti um jovem íntegro e sadio que saiba mover-se no mundo e coexistir com a tecnologia, e não que se deixe manipular por ela. O incumprimento da lista que se segue resultará na revogação da tua titularidade ao iPhone.

Eu adoro-te de paixão e estou ansiosa por trocar contigo vários milhões de SMS nos dias vindouros.

1. O telemóvel é meu. Fui eu quem o comprou. Fui eu quem o pagou. Estou a emprestar-to. Não sou o máximo?

2. Eu saberei sempre a palavra-passe.

3. Se tocar, atende. É um telefone. Diz «Estou», com educação. Nunca, por nunca, ignores uma chamada quando aparecer no ecrã «Mãe» ou «Pai». Jamais.

4. Entrega o telemóvel ao Pai ou à Mãe às 19h30 nos dias de semana e às 21h00 aos fins de semana. Ficará desligado de noite e será ligado outra vez às 7h30. Se não queres ligar para um telefone fixo porque os pais dessa pessoa podem atender primeiro, também não ligas do telemóvel nem mandas SMS. Obedece a esse instinto e respeita as outras famílias como nós também queremos ser respeitados.

5. O telemóvel não vai para a escola contigo. Faz conversa com as pessoas a quem mandarias SMS. É uma aptidão para a vida. Meios dias, visitas de estudo e atividades depois das aulas ficam sujeitas a consideração especial.

6. Se cair na sanita, se se desfizer no chão ou se se esfumar no ar, tu és responsável pelo custo de substituição ou reparação. Faz um biscate, guarda dinheiro dos aniversários. Vai acontecer, por isso deves preparar-te.

7. Não uses esta tecnologia para mentir, enganar ou tramar outro ser humano. Não te metas em conversas que sejam prejudiciais para outrem. Sê primeiro um bom amigo e mantém-te longe de conflitos.

8. Não envies mensagens de telemóvel, não envies mensagens de correio eletrónico, não digas nada por este dispositivo que não dissesses ao vivo e em pessoa.

9. Não envies mensagens de telemóvel, não envies mensagens de correio eletrónico, não digas nada a ninguém que não dissesses em voz alta com os pais dessa pessoa na sala. Tento na língua.

10. Nada de pornografia. Pesquisa na Web por informações que partilharias comigo abertamente. Se tiveres dúvidas, pergunta a alguém – de preferência a mim ou ao Pai.

11. Desliga o telemóvel, tira-lhe o som, guarda-o em público. Especialmente num restaurante, no cinema ou a conversar com outro ser humano. Tu não és uma pessoa malcriada; não deixes que o iPhone invalide esse facto.

12. Não envies nem recebas fotografias das tuas partes íntimas ou das partes íntimas de outra pessoa. E não te rias… Um dia, sentirás a tentação de fazer isto, apesar da tua inteligência elevada. É um risco que pode estragar-te a vida na adolescência, na faculdade ou no mundo dos adultos. É sempre má ideia. O ciberespaço é vasto e mais poderoso do que tu. É difícil fazer desaparecer algo desta magnitude – incluindo a má reputação.

13. Não tires nem faças milhões de fotografias e vídeos. Não há necessidade de documentar tudo. Vive as tuas experiências. Ficarão na tua memória por toda a eternidade.

14. Deixa o telemóvel em casa algumas vezes e sente a segurança dessa decisão. Não é uma coisa viva nem uma extensão do teu corpo. Aprende a viver sem ele. Sê maior e mais poderoso do que o FOMO (medo de perder pitada).

15. Descarrega música que seja nova ou clássica ou diferente do que milhões de pessoas como tu andam a ouvir. A tua geração tem um acesso sem precedentes à música. Aproveita essa dádiva. Expande os teus horizontes.

16. Faz uma sopa de letras, um quebra-cabeças ou sudoku, algo que puxe pelo cérebro de vez em quando.

17. Olha em frente. Olha para o mundo a acontecer à tua volta. Olha pela janela. Ouve os passarinhos. Dá um passeio. Fala com um desconhecido. Interroga-te sem teres necessidade de ir logo pesquisar no Google.

18. Tu vais fazer asneira, e eu vou tirar-te o telemóvel. Havemos de nos sentar a conversar sobre isso. Havemos de recomeçar. Eu e tu estamos sempre a aprender. Eu estou na tua equipa. Nós estamos nisto juntos.

Tenho esperança de que aceites estes termos e condições.

As lições de vida aqui enumeradas não se aplicam somente ao iPhone, pois são lições de vida. Tu estás a crescer num mundo acelerado e em constante mutação. É empolgante e sedutor. Prefere a simplicidade sempre que possível. Confia na tua mente poderosa e no teu grande coração acima de qualquer máquina. Eu adoro-te e espero que desfrutes do teu espetacular iPhone novo.

Beijinhos,

Mãe

Fonte | Notícias Magazine