Espaço Família | Vem aí um irmão

Terapia do Sono

10 de Junho de 2013

O certo e o errado

Andamos tão cansados que já são mais as vezes em que o B. dorme connosco do que na cama dele… todos me dizem que é prejudicial para o crescimento e autonomia do B.,mas a verdade é que assim conseguimos dormir e não andamos toda a noite a fazer maratonas do quarto do B. para o nosso…. será que o que estamos a fazer é errado?

Quando sabem que trabalho como terapeuta do sono as mães fazem-me, invariavelmente, uma série de perguntas. Na maior parte dos casos querem saber se o que estão a fazer é certo ou errado. Se fazem mal em embalar os seus bebés até estes adormecerem, se é prejudicial dormir com eles, se existe algum problema em que só consigam adormecer agarrados à sua mão…
O que respondo é sempre o mesmo: se o que estão a fazer está a resultar para elas, para os pais e para os seus filhos, então está tudo óptimo!
No que respeita aos hábitos e comportamentos de sono não há certos nem errados. É verdade que existem muitas famílias que enfrentam verdadeiros pesadelos na hora de dormir devidos, frequentemente, a comportamentos da parte dos pais que impedem a aquisição de bons hábitos de sono. Mas também há muitas famílias que, mesmo não cumprindo com aquilo que poderia ser chamado de “boas práticas”, são felizes e estão suficientemente descansadas.
Por isso, o que importa verdadeiramente é saber se o bebé descansa o suficiente, se a Mãe não está exausta e se o Pai também não se sente excluído por partilhar a cama com o filho ou por ter uma mulher que desaparece por tempo indeterminado todas as noites enquanto o bebé dos dois pega no sono.
Não se preocupem se os livros ou os especialistas vos dizem que o fazem é errado! Preocupem-se apenas se, de facto, a vossa vida social, familiar e profissional estiver a sofrer com a privação do sono. De resto, durmam como quiserem!

 

Filipa Sommerfeldt Fernandes

Sleepy Time – Especialista do Sono

Facebook