Espaço Família | O nosso 1º Filho

Nutrição

26 de Março de 2014

Nutrição & Amamentação – Mitos

nutricao_amamentacao

Na cultura em que estamos inseridos, existe sempre a ideia de que determinados alimentos contribuem para o aumento da produção de leite pela mãe. Todavia, são escassos os estudos que conseguem confirmar estas situações.

Cada mãe deve aprender a conhecer o seu corpo e verificar as reações que acontecem após a ingestão alimentar, percebendo o efeito de cada alimento que consome, tanto no seu corpo como nas reações do bebé;

3 MITOS

1)     A mãe que está a amamentar deve beber muito leite para produzir leite:

A mãe deve preocupar‐se apenas em ter uma dieta equilibrada e variada e de baixa carga glicémica.

Nenhum outro mamífero consome leite para produzir leite, logo o cálcio pode ser obtido de uma grande variedade de fontes não relacionadas com lácteos, como os legumes, sementes, frutos secas e peixe gordo, como sardinha e salmão com espinha, por exemplo.

2)  A Cerveja preta e o Bacalhau aumentam a produção de leite:

A mãe que está amamentando deve ingerir bastantes líquidos (pelo menos 2 litros de água por dia), para garantir uma boa produção de leite.

Não há comprovação científica de que determinados líquidos possam aumentar o leite, então, a mãe pode ingerir o que mais gostar ou preferir, desde água a Infusões, evitando refrigerantes, bebidas açucaradas e álcool. Bebidas alcoólicas são contraindicados durante a amamentação, assim como o tabaco, porque podem passar para o leite substâncias prejudiciais.

Quanto ao consumo de bacalhau, pode-se vincular pelo facto de ao ser salgado vai “inconscientemente” aumentar o consumo de líquidos água, que por sua vez vai ser necessário para a produção de leite.

3)  A mãe que amamenta não pode comer couves, leguminosas, chocolates, café, citrinos, morangos ou tomates, entre outros alimentos, porque isso provoca cólicas ao bebé ou outros problemas:

Deve fazer uma alimentação variada, com todos os tipos de alimentos (leguminosas, batata doce, cereais integrais, ovos, carne, peixe…), preferindo uma dieta de baixa carga glicêmica.

nutricao_amamentacao_I

A preocupação que deve ter é estar atenta às reações do seu bebé (choro, cólica, diarreia, pele). Pode optar por dois caminhos:

1º Perceba se a quantidade que você ingeriu foi em excesso e em várias refeições, se sim, pode começar por reduzir a quantidade de consumo

2º Evitar esse alimento durante uma semana e observar como o bebé se comporta, se ele melhorar , pode evitar durante a fase de amamentação.

Dra. Neide Rangel – Nutricionista

HM - logo peq