Espaço Família | Como Cresceram

Vida ao Ar Livre

4 de Dezembro de 2013

Natal sustentável em Família

 

natal

Apesar das temperaturas baixas, o mês de Dezembro é para a maioria das famílias sinónimo de alegria, côr, partilha e amor que aquece os corações de avós, pais e netos.
Os preparativos têm início com bastante antecedência para que nenhum pormenor seja descurado nesta época festiva tão especial e acarinhada. No início de Dezembro, os mais recentes membros da família começam a contagem decrescente para que a magia aconteça.
Na época natalícia há uma maior recetividade para a cooperação, empatia e solidariedade.
No entanto, quando o Natal chega ao fim, é comum muitos pais deixarem-se envolver por sentimentos contraditórios de culpa e depressão. Findas as festas e quando os restantes familiares regressam a casa faz-se o balanço dos desperdícios e gastos económicos envolvidos.
Será que os comportamentos atuais levam em consideração os recursos finitos do planeta? Adquirimos o que realmente precisamos ou deixamo-nos influenciar pelo que a media diz ser essencial? Serão os verdadeiros valores que perduram ou somos levados na maré de consumo desenfreado sem usufruir da magia da quadra? Estas são algumas perguntas do artigo “Consumerism Christmas – the sustainability dilemma” publicado no “The Guardian”.
A oferta de presentes sustentáveis não tem de ser uma tarefa impossível. As famílias podem organizar-se de forma a usufruírem ainda mais destes dias tão aguardados sem o stress e correria de algumas compras evitáveis. As crianças podem criar os seus próprios presentes com ajuda dos pais e usufruir de tempo de qualidade em família. Porque não oferecer bolachas, bolos, compotas ou sabonetes artesanais? E que tal fazer a decoração natalícia com materiais reciclados e recolhidos na natureza? Pinhas, bolotas e folhas secas podem fazer parte de uma decoração maravilhosa com o toque artístico dos mais novos. Felizmente já há muitas atividades organizadas para famílias nesta temática.
Esta é uma forma de aliar a oferta e partilha de presentes com bons momentos passados em família que contribuem para laços mais fortes e vínculos duradouros.

Elisabete Cortegano

Quinta da Ponte - Novembro