Espaço Família | O nosso 1º Filho

Amamentação

16 de Setembro de 2014

Mitos da amamentação

As vantagens da amamentação são inúmeras como já vimos, no entanto sabe-se que a amamentação está envolvida num turbilhão de sentimentos, dúvidas, receios e até pressões sociais. Atualmente todos partimos do pressuposto que a mãe quer amamentar porque é o melhor para ela e para o seu bebé. Nem sempre é assim, amamentar nem sempre é fácil! Há partilhas de experiências pessoais, estórias e muitos mitos que podem comprometer o sucesso da amamentação e a predisposição da mãe para o fazer.

Esclarecer todas as dúvidas, ter alguém que apoie nos momentos mais difíceis e que desmistifique todas as ansiedades vai ajudar e muito! Recorra a quem sabe! Muitas vezes os nossos familiares e amigos querem ajudar mas os seus conhecimentos e a forma como os transmitem pode ainda dificultar mais o processo.

Alguns centros de saúde têm um “Cantinho da Amamentação” ou mesmo que não tenham têm profissionais com formação na área. Fale com o seu obstetra! Fale connosco! Estamos à distância de um click!

Para ajudar a desmistificar algumas dúvidas e receios vamos falar de alguns dos mitos mais frequentes e que ouvimos inúmeras vezes. Alguma vez lhe passou pela cabeça algum destes pensamentos?

Mitos

Justificação

 “O meu leite é fraco.”“O leite é aquoso e não alimenta.”“Se os bebés mamarem muito significa que o leite não é suficiente.”“Já não tenho a mama tensa se calhar o meu leite não é suficiente.”

“A minha mama é pequena, não deve ter leite suficiente.”

 

 

O leite materno não é forte nem fraco é o alimento mais adequado e completo que podemos oferecer ao bebé. Quase todas as mães podem produzir leite suficiente para um ou mesmo dois bebés.Em geral, mesmo quando a mãe pensa que não tem leite suficiente, seu bebé está de facto a receber tudo o que necessita.Pode acontecer que o bebé não receba leite materno suficiente, não que a mãe não o produza mas sim porque o bebé não o recebe, talvez porque, por exemplo, a adaptação à mama não é eficaz. Peça ajuda! O tamanho da mama não é importante. 
“A produção de leite só começa passados três dias.”“Até ter leite tenho que dar leite artificial?”“O leite artificial é como o leite materno.” O leite materno não tem sempre as mesmas características, varia ao longo da mamada e ao longo do crescimento do recém-nascido. O leite produzido nos primeiros dias, o colostro, tem um aspeto transparente/amarelo mas é muito rico em proteínas e anticorpos maternos entre outras características, é ótimo e o alimento mais completo e adequado para o recém-nascido.Apenas 2 a 3 dias depois do nascimento o leite materno começa a ter um aspeto mais branco e fluído. O leite materno é um alimento vivo e por isso tem muitos benefícios impossíveis de substituir pelo leite artificial.
“Se tiver mamilos planos ou invertidos não posso amamentar?” Existem várias técnicas que estimulam os mamilos invertidos ou pouco proeminentes para que fiquem mais proeminentes. Não se esqueça que o bebé mama na mama (aréola e mamilo) e não só no mamilo. Não é de todo uma contraindicação para a amamentação.
“Fiz um aumento mamário posso amamentar?”“Fiz uma redução mamária posso amamentar?” As mães com próteses mamárias de silicone e as que fizeram redução mamária podem amamentar. Não há qualquer contraindicação, no entanto por vezes o procedimento cirúrgico danifica ou bloqueia os ductos e afeta os nervos sensitivos da mama, o que faz com que a amamentação seja mais difícil. O melhor é mesmo experimentar amamentar e ver como se sente.
 “O bebé tem de mamar de três em três horas?”“Se der mama sempre que o bebé pedir vai ficar mal habituado?”“Para ter mais leite tenho que beber mais leite?”“Sempre que o bebé chora é fome?” A quantidade de leite que os seios produzemdepende parcialmente de quanto o bebé suga e de quanto leite ele retira. Quanto mais o bebé suga mais leite é produzido. A maioria das mães inicialmente pode produzir mais leite do que o seu bebé necessita mas à medida que os dias passam o organismo vai produzir o suficiente para satisfazer as necessidades do recém-nascido. O bebé alimentado exclusivamente à mama chora sempre que tem fome, no entanto, não se esqueça que não reclama apenas com fome e pode chorar por outros motivos.
“Está calor por isso vou dar água e chá ao meu bebé.” Sobretudo na época quente pensa-se que o bebé pode sentir sede, no entanto um bebé amamentado devidamente nunca tem sede uma vez que o leite materno tem a quantidade de água suficienteindependentemente do clima em que se encontra. Cerca de 90% da constituição do leite materno é água. O bebé alimentado de leite artificial também não necessita de água até à diversificação alimentar.Mesmo para o tratamento de cólicas ou obstipação os chás estão desaconselhados. Ao oferecer ao seu bebé outros líquidos vai diminuir a sua produção de leite uma vez que o bebé vai mamar menos.
“Se não amamentar o primeiro filho, não consegue amamentar o segundo.” A amamentação depende de vários factores. As vivências do primeiro filho e do segundo filho podem ser diferentes e por isso a experiência da amamentação será diferente também. Uma primeira experiência sem sucesso não implica obrigatoriamente que a segunda também o seja.
“É normal que a amamentação seja dolorosa?” Amamentar nem sempre é fácil, sobretudo nos primeiros dias pode até ser doloroso. Caso esta dor se prolongue por muito tempo provavelmente algo está errado e talvez seja o seu bebé que não está a fazer uma pega adequada. Não é suposto que a amamentação seja dolorosa.

Existem muitos mitos para além destes. A melhor resolução para qualquer dúvida, medo ou ansiedade é sem dúvida falar com um profissional competente, experiente e formado na área. Amamentar numa fase inicial pode não ser fácil e muitas vezes não o é mas quando a amamentação está estabelecida é das experiências mais gratificantes para a mãe e para o bebé.

mitos_da_amamentacao

logo

Mónica Corte-Real e Sigride Rodrigues ★★
Enfermeiras e autoras do blog Chá de Bebé