Mães e pais na 1ª pessoa

28 de Maio de 2013

Meti-me numa atividade radical!

Nem tentem adivinhar qual é, porque não vão conseguir.

Então é o seguinte: o desfralde cá em casa está a andar devagar devagarinho. No fim-de-semana noto alguns progressos, mas durante a semana tenho a sensação que a coisa descamba um pouco. Vai daí, decidi que este fim-de-semana iria ser radical e andar com ele sem fralda, mesmo na rua. Cá em casa ele já andava só de cuecas, mas quando saíamos punha-lhe uma fralda cueca e depois a cueca por cima (só naquela do psicológico “ahh que crescido, já usas cuecas e tudo!”). Mas a coisa não ata nem desata e começo a pensar que é por ele sentir que tem “ali” uma segurança. De maneiras que hoje de manhã lá fomos passear com o rabo quase ao léu (o dele) e levei o bacio atrás não fosse dar-lhe a vontade.

O rapaz devia estar de tal modo leve que, quando andou no escorrega, quase que levantou voo. O pequeno não devia estar nada à espera que o rabo dele hoje escorregasse tão bem! Que fartote de rir 😉 Só visto!

Mas bem, porque é que eu digo que isto de arriscar andar com ele sem fralda  na rua é uma atividade radical? Primeiro, porque a adrenalina está lá. Nunca sabemos quando é que o puto vai fazer chichi, ou algo pior, em pleno parque ou em pleno centro comercial, por exemplo. Depois, porque exige disciplina e persistência. Estar constantemente a perguntar se quer fazer chichi ou cocó e sacar do bacio volta que não volta just in case, não é fácil. E terceiro, porque temos de estar em boa forma física, porque nunca sabemos quando é que teremos de agarrar num marmanjo de quase 14 quilos (no caso do meu filho) e fugir…. Que é o que eu penso fazer caso ele se borre e mije todo no meio de uma loja, por exemplo!

images

P.S. Hoje de manhã a coisa correu muito bem. Vamos ver como será no resto do fim-de-semana!
Blog Entre Biberons e Batons