Espaço Família | O nosso 1º Filho

Nutrição

21 de Abril de 2013

Metabolismo e Calorias

Ontem fui lanchar com a M. disse-me que tinha descoberto porque não consegue perder os 4 quilos que a atormentam apesar do controlo que faz das calorias que ingere… parece que a culpa é do metabolismo!

O metabolismo é o conjunto de transformações químicas e físico-químicas que se dão em todos os tecidos do organismo e, em particular, o processo de degradação e de transformação dos alimentos em nutrientes que asseguram as funções vitais. E porque é que o seu metabolismo influencia a forma como ganha ou perde peso? Porque o seu metabolismo define o ritmo a que o seu corpo queima calorias.

Cada pessoa tem o seu próprio metabolismo e este é o motivo pelo qual umas pessoas gastam mais energia do que outras. O metabolismo é influenciado por inúmeros factores, como a idade, o peso, a altura, o sexo, a alimentação, a genética e a prática de exercício, entre outros. Há pessoas magras que comem de tudo e não engordam, porque têm o chamado metabolismo acelerado.

Quer a energia que provém da alimentação, quer aquela que gastamos ao executar qualquer tarefa do dia a dia, são medidas em unidades. Estas unidades chamam-se calorias (cal). É uma unidade muito pequena, sendo que na quantificação dos alimentos normalmente utiliza-se o seu múltiplo, a quilocaloria (Kcal). Outra unidade usada é o joule e tal como nas calorias, é mais frequente o uso de quilojoule (Kj).

As substâncias responsáveis pelo fornecimento de quilocalorias ao organismo, ou seja os nossos combustíveis energéticos, são:

  • proteínas ou prótidos
  • gorduras ou lípidos
  • hidratos de carbono ou glícidos

As proteínas, as gorduras e os hidratos de carbono são classificados como macronutrientes e são a nossa fonte de energia. Mas para viver precisamos também dos micronutrientes, vitaminas e sais minerais, e da água. Apesar de não serem nutrientes energéticos, são vitais à construção e funcionamento do organismo.

Agora tome nota dos valores energéticos dos macronutrientes:

  • 1 g de proteínas fornece 4 kcal
  • 1 g de hidratos de carbono fornece 4 kcal
  • 1 g de lípidos fornece 9 kcal

Apesar de o metabolismo variar de pessoa para pessoa, todos temos algo em comum: durante a noite queimamos menos calorias. Não é por acaso que é unânime a ideia de que à noite devemos comer menos. Sabe-se que o corpo tem maior capacidade para queimar calorias nas primeiras 12 horas de cada dia. Ou seja, a partir do momento em que acordamos, queimamos ativamente calorias durante 12 horas. A partir daí, o organismo entra em repouso e deixa de queimar calorias ao mesmo ritmo.

Em relação ao metabolismo, tenho boas e más notícias para si…
Primeiro, as más notícias: engorda-se mais a partir dos “trinta”. Isto é verdade e tem uma razão de ser. A partir da terceira década de vida, o metabolismo começa a abrandar a um ritmo de 2 a 4% por década… e perder peso torna-se mais difícil.

Agora, as boas notícias: pode acelerar o seu metabolismo e assim potencializar a perda de peso. Como?

  • Aumente a massa muscular
  • Mexa-se mais (valem todos os pretextos!)
  • Coma menos e mais vezes ao longo do dia
  • Beba água
  • Durma bem
  • Adira aos segredos do Oriente: inclua na sua alimentação o nabo, a rúcula, a cebola, o gengibre e o chá verde, que segundo a medicina chinesa fazem acelerar o metabolismo.

Drª Iara Rodrigues
Nutricionista