Atualidade

31 de Julho de 2014

Médicos já realizam operações dentro do útero

Especialistas mexicanos conseguiram realizar, com sucesso, cerca de 200 cirurgias em fetos humanos dentro da barriga da mãe. Os médicos afirmam que esta técnica garante uma maior qualidade de vida aos bebés traduzindo-se, em certos casos, num aumento da taxa de sobrevivência na ordem dos 90%.

De acordo com González Méndez, um perito em ecografias, a medicina fetal representa uma nova solução para combater condições comuns nos fetos como anemia, insuficiência cardíaca, problemas pulmonares, bem como obstruções urinárias, da laringe, da traqueia ou dos brônquios.

Um dos maiores sucessos da equipa revelou-se no tratamento de uma complicação conhecida como síndrome de transfusão feto fetal.

Nestas situações, dois fetos gémeos competem pelo sangue um do outro, causando um desequilíbrio na circulação sanguínea que pode causar a morte do bebé mais fraco.

Através da cirurgia fetal, e usando instrumentos desenvolvidos especialmente para estes casos, os médicos mexicanos conseguiram separar, dentro do útero da mãe, as veias comuns dos dois gémeos. A intervenção permitiu alimentar a taxa de sobrevivência destes bebes para 90%.

Em comunicado de imprensa, Méndez González salienta que a aposta na medicina fetal ainda está a dar os primeiros, sublinhando a importância de ir além da especialidade de ginecológica que dá mais atenção à mulher e não encara o feto como um paciente.

A medicina fetal, diz Gonzalez, poderá ajudar a corrigir “problemas de saúde do bebé que, muitas vezes, são identificados tarde demais”.

 

Fonte | Boas Notícias