Atualidade

18 de Dezembro de 2014

Luzes de Natal visíveis a partir do espaço

Satélites da NASA registaram um aumento da intensidade da luz nas zonas urbanas, sobretudo nos subúrbios – e independentemente das comunidades e práticas religiosas.

Luzes nas ruas, presépios luminosos, árvores a piscar. A fama das iluminações de Natal passa a Terra de tal forma que é possível vê-la a partir do espaço. Um satélite da NASA verificou que há cidades que ficam 20 a 30% mais brilhantes durante o Natal, sem contar com os subúrbios onde os valores atingem os 50%.

Miguel Roman, investigador da NASA explica que nos Estados Unidos da América “há um sinal quase omnipresente. Percebemos que os EUA vivem cada vez mais o Natal, em várias comunidades. Estes padrões de luz mostram uma tradição de Natal partilhada”, para lá das diversas tradições e religiões.

Cidades como Washington, Baltimore, Richmond e Virgina Beach são representadas com pontos amarelos nos mapas da NASA, representando um aumento de energia, mas pouco significativo. Já a parte do mapa relativo aos subúrbios aparece a verde, por se verificar um aumento maior da intensidade da luz.

“Na totalidade, vemos um menor aumento de luminosidade nos centros urbanos mais densos, quando comparados com os subúrbios de terras pequenas – onde há mais habitações familiares” responde Eleanor Srokes, investigadora da NASA, ao Huffington Post. 

O satélite da NASA esteve a fazer esta investigação e a apurar os resultados durante três dias e, segundo os investigadores, mesmo no Cairo há mais luz no Natal do que durante o Ramadão. Mas Miguel Roman deixa um alerta: temos de repensar a maneira como vivermos em sociedade:

“Mais de 50% das emissões (perigosas para a atmosfera) provêm de áreas urbanas. Se formos reduzir estas emissões teremos que fazer mais do que usar energia eficiente.”

Fonte | Observador