Atualidade

2 de Janeiro de 2014

Lara e Luana são as bebés 2014

Hospital de Viseu e Maternidade Alfredo da Costa, em Lisboa, foram os locais onde nasceram as duas primeiras meninas, às 00h00.

02.01.2014

 

Lara e Luana foram as primeiras bebés a nascer em 2014. Ainda o fogo de artifício estalava nos céus e o champanhe começava a borbulhar nas taças quando as duas meninas decidiram que era tempo de descobrir as cores do mundo, para encanto dos pais.
Na maternidade do Hospital São Teotónio (Viseu), Lara Sofia veio ao mundo nos primeiros segundos de 2014, num parto natural mas muito demorado. A menina estava prevista nascer no dia 29 de dezembro de 2013 mas só na manhã do dia 31 é que deu sinais que o seu nascimento estava por horas. “Foi um parto que demorou 13 horas, mas felizmente correu tudo bem, ela nasceu perfeitinha e eu estou muito feliz por ser mãe pela primeira vez”, disse ao CM Liliana Coutinho, 28 anos, “satisfeita” por a sua filha ter sido a primeira a nascer em Portugal em 2014. Luís Almeida, de 28 anos, pai da menina, não cabia em si de contente.
“Vivi uma passagem de ano muito especial e saborosa. Foram horas de grande stress, mas tudo passou quando vi pela primeira vez a minha filha. Agradeço ao pessoal médico que acompanhou a minha mulher”, referiu o jovem. Lara nasceu às 00h00, com 3,240 kg e 48,5 centímetros. Na maternidade do São Teotónio, o parto foi celebrado por todos os profissionais de saúde em serviço. Na Maternidade Alfredo da Costa foram 12 as badaladas que anunciaram o nascimento de Luana, uma das seis crianças que vieram ao mundo na madrugada de ontem naquela unidade de saúde, em Lisboa.
A bebé nasceu com recurso a ventosa e tem uns saudáveis 3,415 kg, para alegria da mãe, que não consegue esconder a emoção da maternidade, e do pai, que de Luanda (Angola) vai desejando que o tempo voe para poder conhecer a filha.
“Assim que tocou a meia-noite, ela também começou logo a chorar. Fiquei muito emocionada, principalmente quando a colocaram por cima da minha barriga. Foi mesmo uma emoção muito grande”, confessou Petra Rufino, de 24 anos.
Apesar das dores do parto, a estudante, natural de Luanda, quer ter mais filhos, talvez até quatro.
“Na altura que estava a ter as dores pensei que ela seria a única filha. Mas não, tenciono ter um rapaz. Acho que tenciono até ter quatro, se Deus quiser”, disse a jovem, confiante e feliz.
Bebés de 2014

MARTIM NASCEU EM SETÚBAL COM 3,290 KG
Martim nasceu no Hospital de São Bernardo, em Setúbal, quando o relógio apontava 00h30. Pesava 3,290 kg. O parto foi natural, rápido e trouxe até Patrícia Ascenso, mãe pela primeira vez, residente no Pinhal Novo, o que hoje é sem dúvida o melhor do mundo.
“Ser mãe é uma sensação que não tem explicação. Olhar para o nosso filho é a coisa melhor do mundo”, garantiu a operadora de logística, de 30 anos, para quem o novo ano começou da melhor forma possível.

PEQUENA CAROLINA DECIDIU NASCER MAIS CEDO
A preocupação por a pequena Carolina ter nascido prematuramente foi de imediato substituída por sorrisos quando os pais, Nelma Nobre e Jorge Coelho, a viram pela primeira vez. “Claro que havia preocupação. É normal, porque é muito cedo, são apenas 25 semanas, mas não estávamos assustados”, começa por contar ao ‘CM’ o pai, de 38 anos.
Nelma, de 30 anos, esteve internada 15 dias no Hospital de Faro, onde os médicos fizeram de tudo para adiar o nascimento prematuro da bebé, que decidiu sair da barriga da mãe à 01h20. “Quanto mais tempo ela estivesse na minha barriga, melhor. Os médicos tentaram de tudo para ela não nascer na madrugada de quarta-feira, mas não foi mesmo possível”, lembra Nelma Nobre.
Com apenas 715 gramas (ainda não foi medida), a pequena Carolina vai ficar numa incubadora durante alguns meses. Os pais, naturais de Évora mas residentes em Portimão, mal podem esperar para a levar para casa. “É complicado, porque queremos pegar nela e estar com ela, mas o importante é que esteja tudo bem de saúde”, afirmam.
Dez minutos depois de Carolina, à 01h30, no Hospital de Portimão, nascia o Gustavo, filho de Rose Marie Oliveira e Jorge Silva. “Havia a expectativa de nascer à meia-noite, mas estava difícil de sair”, explicou ao ‘Correio da Manhã’ a mãe do bebé, que nasceu com 3,180 kg e 43 cm.

MULHERES TÊM PRIMEIRO FILHOS AOS 29 ANOS
A idade média da mulher ao nascimento do primeiro filho tem aumentado ao longo dos anos. Em 2012, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística, as mulheres deram à luz o primeiro filho aos 29 anos e meio. Em 1982, a idade média era de 23,5 anos. A aposta na vida profissional e a estabilidade financeira são duas das razões possíveis para adiar o primeiro filho.

PORMENORES

QUATRO PARTOS
Os profissionais de saúde do Hospital Garcia de Orta, em Almada, realizaram durante a madrugada de ontem quatro partos, entre os quais o do pequeno Gustavo.

ENCERRAMENTO DA MAC
Luana poderá ser a última bebé do ano da Maternidade Alfredo da Costa, já que o Governo quer encerrar as atuais instalações e passar as suas valências para o Hospital D. Estefânia, em Lisboa.

NASCE NO FUNCHAL
Viviane de Góis Fernandes foi a primeira bebé a nascer no Hospital Dr. Nélio Mendonça, no Funchal. Com 3,030 kg, a menina veio ao mundo às 07h25 de ontem.

JOÃO LIDERA
Em 2013, João foi o nome mais escolhido para batizar as crianças. Até 20 de dezembro, João foi atribuído a 1867 meninos, seguido de Rodrigo e Martim.

NOME MAIS POPULAR
Maria é o nome preferido para as meninas. Até 20 de dezembro, 4490 crianças foram registadas com o nome da mãe de Jesus. Matilde e Leonor aparecem em segundo e terceiro lugares na lista de preferências.

MENOS NASCIMENTOS
Pouco mais de 90 mil crianças nasceram em Portugal em 2012, menos sete mil do que no ano anterior.

 

Fonte: CMJornal