Atualidade

8 de Novembro de 2015

Homens desconhecem riscos para a fertilidade

A grande maioria dos homens desconhece de que forma hábitos como o consumo de grandes quantidades de álcool, o tabaco ou o excesso de peso influenciam negativamente a fertilidade. De acordo com uma sondagem realizada no Reino Unido – mas cujos resultados, dizem os autores, podem ser extrapolados para outros países – um terço dos inquiridos afirma não saber que beber em demasia afeta a produção e a qualidade do esperma. Para além disso, perto de metade também não conhece os riscos da obesidade.

Para além da falta de informação, os pesquisadores chegaram à conclusão que a maior parte dos dois mil participantes no inquérito também não se mostram disponíveis para debater a influência das suas escolhas de vida na capacidade de se tornarem pais. E isto acontece tanto com as suas parceiras como com os profissionais de saúde, apesar de um terço admitir que tem sofrido problemas de fertilidade.

E as consequências deste ‘descaso’ podem ser graves, garante a equipa das ONG Nuffield Health e Infertility Network UK. Quase 60 por cento dos homens participantes que reportaram dificuldades em engravidar as parceiras admitiram problemas na relação, 40 por cento referiram problemas mentais e emocionais e 30 por cento dificuldades de concentração e laborais.

Outros resultados obtidos pela pesquisa revelam que 55 por cento dos homens inquiridos desconhecem que as doenças sexualmente transmissíveis podem afetar ou mesmo anular a fertilidade e 49 por cento não sabem que as falhas genéticas presentes nos espermatozoides aumentam com a passagem da idade.

 

Fonte: Pais & Filhos