Espaço Família |

Cuidados a ter no Pré-Parto

20 de Maio de 2013

Hoje fomos à 1ª consulta…

Estamos de 8 semanas e 5 dias. O nosso bebé já se encontra em pleno desenvolvimento. Assemelha-se a um pequeno feijão, e começam a esboçar-se os braços, pernas, face e órgãos genitais. Começam a dar-se os primeiros movimentos! O coração já bate!!! Foi isto que nos disse a drª Carla na 1ª consulta de obstetrícia, que foi hoje.Esta consulta foi muito importante para nós, já que até agora fizemos só a consulta pré concepcional.

Resumidamente, esta consulta serve para:
– confirmar a data provável do parto. Esta confirmação é feita a partir da data da última menstruação, esta não será a data final, já que irá ser realizado o ajuste do nº de semanas de gravidez e da data provável do parto corrigida com a 1ª ecografia realizada entre as 11 e as 13 semanas; É também determinado o grau de risco da gravidez.
– fazer a revisão da história familiar dos futuros papás, como a existência de doenças genéticas, doenças degenerativas como a diabetes ou a hipertensão arterial (este historial já estava feito na consulta pré concepcional);
– realizar o exame físico da grávida: avaliação do peso, da altura, da tensão arterial e a realização do exame ginecológico, para despiste de patologias, como lesões genitais, corrimento vaginal anormal, entre outras) para se relacionar o volume uterino com o tempo de gestação. É também efetuada uma citologia (se a anterior tiver sido realizada há mais de 1 ano) e uma ecografia endovaginal. Fazer uma ecografia nesta consulta não é fundamental, nem dispensa a das 11 semanas, nesta fase, a eco pouco diz sobre a saúde do bebé e, às vezes, até pode baralhar. Se for feita muito cedo ou se a grávida tiver ciclos irregulares, a ecografia pode dar informações contraditórias. Nessas situações é melhor esperar. Nesta ecografia, ouvimos o coração do bebé pela primeira vez!
– observar as análises realizadas na consulta pré concepcional e prescrição de novas análises, da ecografia do 1º trimestre e do rastreio bioquímico do 1º trimestre. Fui informada que não sou imune à toxoplasmose, e que tenho que ter mais cuidados com as carnes mal cozinhadas, frutas e legumes crus e com casca.
– prescrever um suplemento de ácido fólico para prevenção de alterações do tubo neural do bebé durante o seu desenvolvimento. O ideal é começar a tomar este suplemento pelo menos dois meses antes da concepção. Poderá também ser prescrito um suplemento do iodo, já que um estudo do Grupo de Estudos da Tiróide da Sociedade Portuguesa de Endocrinologia constatou que existe carência de iodo nas grávidas portuguesas.
– abrir um boletim de saúde da grávida: Uma das primeiras coisas a fazer nesta consulta é preencher o Boletim de Saúde de Grávida, que deverá sempre acompanhar a grávida até à consulta de revisão de puerpério. Nele estará toda a informação sobre a gravidez, os dados pessoais, história familiar, antecedentes pessoais e obstétricos, resultados das análises e evolução da gravidez. Tudo ficará aqui registado. Após o parto deverá ser guardado, já que será útil para uma próxima gravidez.
– abordar alguns assuntos importantes nesta fase da gravidez: a importância da vigilância periódica da gravidez, a fisiologia e as alterações físicas e psicológicas que ocorrem durante a gravidez, as doenças infecciosas, as viagens, a actividade sexual, os hábitos tabágicos, alcoólicos e medicamentosos, a alimentação e os sinais de alarme que devem ser valorizados.
Saímos felizes! Até agora tenho passado os dias tranquilos, sem grandes queixas, apenas a dar-se magia na minha barriga!

cpp