Atualidade

18 de Outubro de 2013

Facebook altera regras para contas criadas por adolescentes

A partir de hoje, a privacidade para as novas contas criadas por adolescentes passa agora a ser inicialmente definida para «Amigos», com a opção de partilha pública.

facebook_sendo_acessado_pelo_iphone_foto-afp

O uso que os adolescentes fazem hoje da internet é muito diferente do que era há alguns anos quando a rede social Facebook surgiu. Hoje, os adolescentes têm uma voz ativa em muitas plataformas, sites e serviços. E, quer se trate de atividades cívicas, ativismo, ou da sua opinião sobre um novo filme, os adolescentes têm opiniões que querem partilhar e o Facebook pretende ser a plataforma que lhes permita fazê-lo.

Assim, o Facebook deseja responder à crescente procura dos adolescentes para fazer posts públicos, mas fazê-lo de uma forma segura, assegurando que os adolescentes recebem e têm informação suficiente que lhes permitam fazer escolhas informadas.

Estudos recentes mostram que o uso da internet por parte dos adolescentes tem evoluído ao longo dos últimos anos:

• Um estudo da EU Kids Online, por exemplo, mostra que 26 por cento dos menores afirmam que têm perfis públicos em redes sociais;
• O mesmo estudo demonstra que os adolescentes compreendem e sabem como gerir as suas configurações de privacidade nas redes sociais;
• E constata-se que os adolescentes usam serviços como o Twitter, Pinterest e Tumblr, que padrões públicos.

No Facebook cada utilizador controla com quem partilha conteúdo. Se com uma única pessoa através de uma mensagem, se com um pequeno grupo, se com os seus amigos ou se com o mundo inteiro.

Cada vez que partilha uma atualização do seu estado, pode escolher o público com quem deseja fazer essa partilha. A menos que altere esta opção, o público permanece o mesmo para as próximas publicações.

Até o hoje, para os utilizadores entre 13 e 17 anos, a privacidade inicial para as suas primeiras publicações no Facebook estava definida para «Amigos de amigo», ainda que com a possibilidade de alterar essa opção.

A partir de hoje, quando os utilizadores entre 13 e 17 anos se juntam ao Facebook, a privacidade inicial da sua primeira publicação estará definida para um público mais restrito de «Amigos».

Uma nova opção para partilhar com mais pessoas
Os adolescentes estão entre os utilizadores mais experientes das redes sociais, e quer se trate de atividades cívicas, ativismo, ou da sua opinião sobre um novo filme, querem ser ouvidos.

Então, a partir de hoje, os utilizadores entre 13 e 17 anos terão também a opção para fazer publicações públicas no Facebook.

Mesmo que apenas uma pequena fração dos adolescentes que usam o Facebook decidam fazer publicações públicas, esta atualização dá-lhes agora a possibilidade de partilhar de forma mais ampla, tal como em qualquer outra rede social.

Além disso, os adolescentes poderão ativar a opção «Seguir» para que as suas publicações públicas possam ser visualizadas no Feed de notícias das pessoas. Como sempre, os seguidores podem apenas visualiza as publicações em que foram incluídos.

Mensagens em linha
O Facebook leva a segurança dos jovens muito a sério, por isso, os adolescentes irão receber uma mensagem adicional antes de fazerem uma partilha pública. Quando selecionarem a opção «Público» no seletor de público, receberão um lembrete que a publicação poderá ser visualizada por qualquer pessoa, não apenas as pessoas que eles conhecem, com a opção para alterar a privacidade dessa publicação.

E, se optarem por continuar a fazer publicações públicas, receberão sempre um lembrete adicional.

Para saber mais sobre Segurança no Facebook, aceda a https://www.facebook.com/safety

Fonte: Público