Espaço Família | Estamos Grávidos

Cuidados a ter no Pré Parto - 1º Trimestre

21 de Março de 2014

Exercício Físico

– Porque devo realizar exercício físico durante a gravidez?

  • Aumenta a estabilidade articular, diminuindo as dores nas costas e zona pélvica
  • Aumenta a mobilidade geral e a flexibilidade
  • Aumenta a força muscular, ajudando posteriormente no trabalho de parto
  • Estimula a circulação sanguínea, diminuindo as pernas e pés inchados, as caimbras, os formigueiros nas pernas, pés, braços e mãos e prevenindo o aparecimento de varizes
  • Aumenta as capacidades cardiopulmonares, diminuindo a fadiga e a falta de ar e aumentando a resistência durante o trabalho de parto
  • Previne a diabetes gestacional
  • Previne o aumento excessivo de peso
  • Aumenta a libertação de hormonas tranquilizantes (endorfinas) que promovem o relaxamento, diminuindo o stress e melhorando o estado de espírito
  • Acalmam o feto através da libertação de endorfinas e devido aos movimentos balouçantes

exercicio_fisico_gravidez

– Quando devo iniciar a prática de exercício físico? 

Muitas mulheres preferem iniciar o exercício físico durante o segundo trimestre de gravidez, depois das náuseas, vómitos e fadiga típicos do primeiro trimestre terem acabado e antes das limitações físicas do terceiro trimestre surgirem. É ainda recomendado que apenas inicie a prática de exercício após as 12 semanas de gestação por causa do risco de aborto espontâneo numa gravidez recente.

É importante que antes de iniciar a prática de exercício deve consultar o seu médico para que este considere a existência de alguma contra-indicação para a realização de algum tipo de actividade. Dentro das contra-indicações para a realização de exercício podemos encontrar, doenças cardíacas ou pulmonares, risco de parto prematuro, hemorragias vaginais persistentes, placenta prévia após a 26ª semana de gestação, parto prematuro durante a gravidez corrente e hipertensão induzida pela gravidez. Para além destas devem ainda ser considerados problemas como a anemia severa, arritmia cardíaca materna, bronquite crónica, diabetes tipo I não controlados, obesidade mórbida, falta de peso excessiva, história de sedentarismo extrema, restrição intra uterina ao crescimento do feto, hipertensão não controlada, limitações ortopédicas e patologias da tiróide não controladas.

– Quais os tipos de exercício que posso realizar?

Em geral, a participação em vários desportos parece ser segura. A segurança de cada desporto é determinada largamente pelos movimentos específicos que cada uma requer. Os melhores exercícios que pode realizar são aqueles que envolvem movimentos suaves, com carga reduzida nas articulações do seu corpo e que têm um risco diminuído de queda ou contacto corporal. Dentro deste tipo de exercícios podemos encontrar a natação, marcha e bicicleta estacionária, ou a realização de bicicleta em terrenos regulares.

A participação em desportos que envolvam embates, saltos e movimentos bruscos como o futebol ou o basquete, podem resultar em lesões traumáticas quer para a mulher, quer para o feto. De forma semelhante, actividades com uma grande probabilidade de queda, tais como a ginástica, equitação, ski e ténis têm uma grande tendência para lesões traumáticas. Deve evitar este tipo de actividades já que apresentam um alto risco para si e para o seu bebé.

 tipos_exercicios

– Com que frequência posso realizar exercício físico?

Deve realizar exercício regular, no mínimo três vezes por semana, durante 20 a 30 minutos. A intensidade com que pratica exercício deve ser moderada, devendo ter sempre em atenção que durante a gravidez ocorrem alterações fisiológicas que diminuem as capacidades cardíacas e respiratórias que diminuem a sua resistência ao exercício. Se não estava habituada a fazer exercício, deve começar devagar e aumentar gradualmente a sua intensidade, reduzindo-a depois a partir do 2º trimestre. Se por outro lado, já praticava algum tipo de exercício é importante ter em conta que tipo de exercício se trata e reduzir a intensidade se necessário. Não deve exagerar, de forma a não sentir cansaço extremo ou falta de ar, pois é sinal que tanto o seu corpo como o feto não estão a receber a quantidade de oxigénio de que necessitam. Assim, deve fazer pausas frequentes e beber muita água durante a actividade para evitar a desidratação. Deve interromper imediatamente o exercício caso surjam sintomas como hemorragia vaginal, dor, tonturas ou desmaios, e consultar um médico.

Antes de qualquer exercício deve fazer um aquecimento e após o mesmo, um arrefecimento que pode ser seguido pelo repouso na posição de deitada de lado (durante cerca de 10 minutos) de forma a melhorar o retorno sanguíneo das extremidades do corpo e facilitar a absorção de oxigénio pela placenta.

 quantas_vezes_exercicio_fisico

Sofia Homem

Coordenadora Healthy Mommy

Especializada em Exercício Físico e Saúde

HM - logo peq