Agenda

09.05.2015 | Cruzada das Crianças

Centro Cultural de Belém
9 de Maio de 2015 a 10 de Maio de 2015

Teatro | 9 Maio’15 / 15h30 | 10 Maio’15 / 11h30| Centro Cultural de Belém/Sala de Ensaio | M/6 | 5.35€ | 50′ | Coprodução Gato que Ladra

Um dos mais estranhos episódios medievais sucedeu em 1212 e ficou conhecido como Cruzada das Crianças. Foi, muito provavelmente, um engano, um equívoco, mas a história que sobreviveu no imaginário popular conta que inúmeras crianças se juntaram para tomar a Terra Santa.

Neste século, temos uma cruzada moderna, de crianças que decidem sair para as ruas a reclamar certas coisas essenciais, que passámos a achar que são utopias. Entre burocracias e sonhos, somos levados, através das palavras de Afonso Cruz, a viajar pelo olhar exigente das crianças, que simplesmente acreditam na força do erro e do equívoco.

Ai se eu Mandasse…

• Proibia a sério que as pessoas deitassem lixo para os rios. (António, 8 anos)
• Não existiam pais maus. (Tiago, 8 anos)
• As pessoas viviam até à idade que quisessem. (José, 8 anos)
• Não havia pessoas a dormir na rua e que toda a gente tinha amigos (Maria, 8 anos)
• Queria não queria que houvesse adotamentos. Queria, para todas as crianças terem família, e não queria porque se houver muitos adotamentos é porque os pais abandonaram os filhos. (Cristina, 8 anos)
• Que Portugal não gastasse tanto dinheiro em estradas. (Laura, 7 anos)
• Havia mais cor no mundo. (Afonso, 8 anos)
• As pessoas desempregadas tinham emprego. (Rita, 8 anos)
• Não havia crianças perdidas e as pessoas utilizariam mais as escadas. (Carmo, 8 anos)
• Havia mais planetas e cada um era um país diferente. (Laura, 7 anos)
• Ajudava o país, para parar de haver multidões enfurecidas que bloqueiam as ruas. (Vicente, 8 anos)
• Acho que todos nós precisamos de mudar, eu juro que me vou portar bem, mas é a sério e estou a dizer a verdade. (Francisco, 8 anos)
• O mundo seria um parque de diversões com imensos animais e escorregas gigantes de água e normais. (Fernando, 7 anos)
• Deixava de haver ladrões, porque eles são terríveis. (Margarida, 8 anos)
• As pessoas tinham mais liberdade e toda a gente consiga aprender. (Sofia, 8 anos)
• Gostava que os ladrões antes de roubar pedissem por favor. (Manuel, 8 anos)
• Eu tenho pai, mãe, irmã e irmão, mas gostava de ter um dálmata. (Francisco, 7 anos)
• Limpava as casas de banho públicas porque estão sempre sujas e estragadas, há varias casas de banho que estão sempre sujas e depois ninguém lá vai.
Eu às vezes penso: Porque é que as pessoas poluem o ambiente? Não sei porquê, mas gostava de saber. (Maria, 8 anos)

FICHA TÉCNICA

Autor Afonso Cruz | Encenação Rute Rocha | Interpretação Cristina Cavalinhos, José Mateus e Pedro Barbeitos | Música Pedro Moura | Apoio ao Movimento Peter Michael Dietz | Cenários e Figurinos Ana Limpinho | Desenho de Luz José Álvaro Correia | Design Gráfico João Concha

CONTACTOS FÁBRICA DAS ARTES |Maria José Solla | Manuel Moreira | Tânia Guerreiro Todos os dias úteis das 11:00 às 13:00 e das 15:00 às 18:00 | (+351) 213 612 899 e (+351) 213 612 898

Uma Sugestão:

UpTo Lisbon Kids

Outros Eventos