Atualidade

14 de Maio de 2013

EUA: Escola pública pioneira adota menu vegetariano

Uma escola primária de Queens, nos EUA, acaba de tornar-se a primeira instituição de ensino pública do país a disponibilizar aos alunos um menu inteiramente vegetariano. O objetivo dos responsáveis é promover hábitos de alimentação saudáveis entre os mais novos.
actualidade
De acordo com o jornal New York Post, que avança a notícia, a escola PS 244, na região de Flushing, decidiu dar um passo pioneiro ao oferecer uma ementa sem carne e peixe como evolução natural da promoção “de um estilo de vida saudável” que tem tentado levar a cabo ao longo de vários anos.

A alteração foi efetuada com o conhecimento – e apoio – dos pais dos alunos que, segundo a direção da escola, foram consultados durante todo o processo.

A mudança começou com a introdução de pratos vegetarianos três vezes por semana e, recentemente, foi introduzido, pela primeira vez, o menu semanal completo, aceite com entusiasmo pela maior parte dos jovens, muitos deles oriundos de países asiáticos e, por isso, habituados a este tipo de alimentação.

Embora as refeições servidas na instituição escolar tenham a mesma quantidade recomendada de proteínas que os pratos de carne, os progenitores continuam, também, a ter a opção de preparar em casa o almoço dos seus filhos, que assim podem levá-lo para a escola caso não queiram aderir à novidade.

Outras escolas já interessadas na alteração

“[Esta opção] está a ser muito bem recebida e é por isso que há tanto entusiasmo à volta desta ‘inauguração’ do menu vegetariano”, contou Amie Hamlin, da NY Coalition for Healthy School Food, parceira da escola, ao New York Post, revelando que esta se trata de um projeto pioneiro ao nível do ensino público. “Já fomos abordados por outras escolas interessadas”, acrescentou.

“[Este tipo de dieta] é muito mais saudável e ajuda a tornar os nossos corpos mais fortes”, considerou Simran Puri, de 9 anos, mostrando satisfação com o novo menu. “Às vezes fazem coisas de que não gosto muito, como cenouras ou tomate. [Mas] é bom, não gosto de comer carne muitas vezes”, confessou outro aluno, Diego Figueroa, de 6 anos.

A refeição inaugural – que foi também degustada pelo presidente da escola, que se juntou aos alunos – foi composta por tortilhas de milho recheadas com feijão preto e queijo ‘cheddar’, batatas assadas e brócolos cozidos a vapor. Para a sobremesa, os jovens puderam escolher entre uma laranja ou uma banana.

Fonte: Boas Notícias