Mães e pais na 1ª pessoa

19 de Novembro de 2013

Estou apaixonada!

19.11.2013

De repente levas um pontapé nas costas que te atira para fora da tua zona de conforto! Tudo o que tinhas até ali estava calmamente protegido numa bolha que acreditavas que estava segura e que não precisavas de mais nada e a tua única preocupação era proteger essa bolha. Mas a bolha rebenta e tudo o que lá estava dentro é atirado em todas as direcções. E vês a tua vida feita em cacos!
Depois de caíres na realidade e de perceberes que não há nada a fazer, arregaças as mangas, levantas-te e percebes que tens tudo a fazer! Todo um mundo novo para descobrir! De repente apercebeste-te que o avesso é o lado certo. Começas a olhar para a vida com outros olhos, a ver que és capaz de BEM MAIS do que alguma vez pensaste que poderias ser. Descobres novas cores à tua volta! E começas a dar Graças pela merda toda que se espalhou em torno de ti. Porque se não tivesses ficado enterrada na merda, não tinhas descoberto a forma de sair dela.
Não consigo achar este último ano o annus horribilis da minha vida. Foi sem dúvida o ponto de viragem para algo novo.
Hoje corri 6,5km! Com um sol maravilhoso em frente ao mar! 6,5KM PORRA!!! Como é que eu consegui chegar até aqui??? Uma felicidade extrema que me fazia explodir o peito e só me apetecia gritar de alegria e abraçar as pessoas que se punham no meu caminho. Pensava na vida, naquilo que perdi e naquilo que o que perdi me fez ganhar. E foi tanta coisa!!! E hoje agradeço por tudo o que passei nos últimos meses. Por ter crescido tanto e aprendido a dar valor às pequenas coisas e aos pequenos momentos. Por ter percebido quem são as pessoas que realmente importam.
Que bom chegar a esta idade e perceber que, definitivamente, a felicidade não é o destino, mas sim o caminho.
Estou apaixonada! Apaixonada pela vida, pelos meus filhos, pela minha família, pelos meus amigos, pelas coisas que faço, por mim! É isso! Aprendi e gostar de mim e a dar-me valor. Aprendi que para fazer felizes os que estão à minha volta não é preciso pô-los à minha frente, mas sim ao meu lado! E assim podemos ser felizes juntos.

 

Blog: Família de 3 e 1/2