Espaço Família | O nosso 1º Filho

17 de Junho de 2014

Estomatite aftosa, uma grande dor …

1

A estomatite aftosa é uma infecção viral frequente na criança. Apresenta-se com múltiplas aftas na boca e garganta e, geralmente, febre muito elevada.tem um período de incubação de 2 a 5 dias, isto é, manifesta-se 2 a 5 dias após o contacto com alguém doente.

As lesões, pequenas “feridas”, acompanhadas de inflamação e vermelhidão das gengivas surgem na face interna das bochechas, céu da boca, gengivas e garganta, causando grande desconforto e dor; a criança está irritada, queixosa e recusa a alimentação, pela dor que a mastigação e a deglutição provoca; mesmo só o contacto com os alimentos pode ser doloroso.

A febre pode atingir os 40ª centígrados e ser necessário administrar antipiréticos de quatro em quatro horas, para a controlar.

Apesar de o quadro ser muito aparatoso, não há, regra geral, complicações graves associadas a esta doença, excepto se a criança muito pequena não se conseguir alimentar ou mesmo beber e poder desidratar-se.

Pode demorar uma semana a dez dias até à recuperação completa.

Tratando-se de uma infeção viral, o tratamento não comporta antibióticos; o tratamento é apenas sintomática, isto é, trata os sintomas, e não há medicamentos que encurtem o tempo de duração da doença.

Para além de analgésicos e antipiréticos, é fundamental que a criança se vá alimentando e, sobretudo, bebendo. Deverá oferecer líquidos frescos, sem gás e sem acidez, para diminuir a dor, como batidos de leite com fruta e iogurtes líquidos. Os alimentos devem ser frescos, moles e pouco temperados. Não deverá dar laranja, tomate, kiwi, abacaxi, ou outros.

Os gelados são aconselhados e não há restrições à quantidade. São frios, pelo que são analgésicos para as aftas, e, fornecendo líquido e calorias, ajudam a manter a criança hidratada e alimentada.

Não há prevenção para esta doença, a não ser evitar o contacto com quem esteja doente.

Mais frequentemente, é provocada pelo virus Coxsakie e não se vai repetir; quando o agente é o Herpes Simples, poderá repetir-se ao longo da vida, mas, regra geral, sem a gravidade do episódio inicial.

Como em todas as situações de doença, para além da primeira medicação para febre, não deverá medicar o seu filho sem indicação médica.

Filomena Pereira

Pediatra

HM - logo peq