Espaço Família | Como Cresceram

Psicologia

6 de Março de 2015

“Era uma vez…” Histórias infantis: que benefícios e como escolher .

Brincar

Numa era em que os tablets, os computadores, os smartphones e outros que tais são reis do reino das brincadeiras da maioria das crianças, decidimos falar sobre a importância das histórias infantis para as crianças e os benefícios que a escolha correcta de um livro pode trazer para o desenvolvimento infantil.

As histórias infantis ajudam a criança a ter contacto com diversas emoções pois ao ouvir uma história as crianças aprendem a olhar para a realidade e a conhecerem-se melhor a si próprias. Estimulam a imaginação, aguçam a curiosidade e ajudam a criança a desenvolver a sua linguagem. Contudo, os benefícios de ler histórias às crianças não acabam aqui: elas minimizam aspectos relacionados com a solidão, dão asas à imaginação, permitem que a criança lide com situações do dia a dia e proporcionam momentos de partilha especiais.

Escolher um livro ou uma história para contar às crianças pode revelar-se um verdadeiro desafio. Para o ajudar nesta tarefa deixamos-lhe algumas dicas sobre que tipo de histórias/livros escolher de acordo com a faixa etária do seu filho:

*15/17 meses a 2 anos

Nesta fase a criança inicia o reconhecimento do mundo que a rodeia através do tacto e do contacto afectivo. É também nesta fase que a criança começa a nomear tudo à sua volta. Assim, e para estimular a percepção da criança desse mundo imenso em que está inserida, é possível estimulá-la oferecendo-lhe livros que tenham sons, brinquedos, fantoches, entre outros, para que ela possa manuseá-los e nomeá-los, 2 Mindkiddo –Oficina de Psicologia, Lda | Rua Pinheiro Chagas, nº 48, 4º andar, 1050-179 Lisboa www.oficinadepsicologia.com| contacto@oficinadepsicologia.com | 210999870

podendo relacioná-los com situações simples e que, essencialmente, sejam constituídos por imagens.

* 2 a 4 anos de idade

As crianças desta idade gostam de folhear livros e, para potenciar a sua habilidade motora, é importante que estes tenham páginas grossas, para que elas as consigam passar. A escolha dos livros deve ainda recair sobre histórias coloridas, com poucas letras.

Os livros devem ainda ajudar a explorar os cinco sentidos, sendo por isso de privilegiar as texturas, os livros com músicas, luzes, apitos..

Os temas mais queridos pelas crianças desta faixa etária englobam: o sol, a lua, a água, as plantas, as flores, os animais…

*4-6 anos

Agora as crianças conseguem manusear livros de folhas mais finas e de menor tamanho. A sua curiosidade está no auge e este facto deve ser tido em conta na escolha, que deve ir de encontro aos interesses manifestados pela criança, às suas interrogações.

Os textos das histórias devem estar escritos com letras grandes, grossas e salientes, e devem ter um princípio, um meio e um fim, apresentando um final com “moral”. O desfecho da história deve ser feliz e correcto.

*7-10 anos

As crianças estão agora na fase dos super-heróis, dos príncipes e das princesas, das bruxas…

Podem introduzir-se, para crianças nesta faixa etária, histórias de quadradinhos.

As ilustrações devem ser graficamente apelativas e coloridas e o papel usado já pode ser tradicional.

* A partir dos 10/11 anos 3 Mindkiddo –Oficina de Psicologia, Lda | Rua Pinheiro Chagas, nº 48, 4º andar, 1050-179 Lisboa www.oficinadepsicologia.com| contacto@oficinadepsicologia.com | 210999870

Leitores fluentes e com maior capacidade de concentração, os jovens desta faixa etária manifestam interesse por histórias que versem sobre valores políticos e éticos, sobre heróis ou heroínas que lutam por um ideal. Interessam-se por mitos e lendas, policiais, romances e aventuras.

A linguagem deve ser mais elaborada e as imagens, embora não sejam indispensáveis, constituem um elemento de atracção.

Em qualquer um dos grupos, os pais devem ter especial cuidado na compra dos livros, e ler o resumo e desfolhar o livro, procurando perceber se corresponde às necessidades da criança e às especificidades da sua idade.

Boas escolhas e boas leituras!

logo

Liliana Branco

Psicóloga Clínica

Equipa Mindkiddo – Oficina de Psicologia