Mães e Pais na 1ª Pessoa

Patrícia Saramago 

Com Bicharocos Carpinteiros

Entrevista Momentos de Partilha | Patrícia Saramago – Mãe Blogger BARRIGAS DE AMOR®

1 | Estamos perto do Natal…. É uma época importante para a sua família?

Sim, o Natal é uma época muito importante para a minha família. Sempre foi. Sou alentejana e o meu Natal de infância inclui muito frio lá fora e o quentinho da casa, da consoada, muitas histórias, umas tradicionais, outras de Natais muito antigos… Inclui canções tradicionais de Natal e muitas memórias. O meu pai ainda hoje transporta tudo isso para os nossos Natais atuais. Tão bom… Depois, como filha de pais separados que sou desde os meus 8 anos, o Natal trouxe-me a angústia da divisão, da alternância de casas que sempre fizeram tudo para conseguir colmatar esse sentimento, mas ele esteva sempre lá. Essa vivência fez com que sempre tivesse o desejo de fazer o que faço hoje e desde que tenho a minha casa: O Natal de família é em minha casa e faço-o com muito, muito gosto.

Eu fui mãe, pela primeira vez a 8 dias do Natal, o que fez desse ano um Natal com presépio vivo, que se repetiu no passado ano com o sobrinho Miguel a nascer 7 dias antes do Natal. E agora com as crianças, filhotes, sobrinho, sobrinhas, priminhas e amigos, o Natal é para nós cá em casa a grande festa do ano.

2 | De que forma ser mãe alterou a forma como vive o Natal?

Ser mãe intensificou a forma como vivo o Natal. Como disse, nasci como mãe a 8 dias do Natal o que fez com que a vivência de um bebé na época em que

se celebra o nascimento, tenha ainda mais impacto. Agora é a magia viva do Natal no brilho dos olhos dos meus pequenitos. Nessa altura tudo faz todo o sentido.

3 | Que tradições familiares da sua infância mantém com os seus filhos?

Fazemos a árvore de Natal juntos a 8 de Dezembro, ensino-lhes algumas canções de Natal, a consoada tem que ter bacalhau para além de muitas outras iguarias e tem que haver muitos chocolates, os presentes abrem-se à meia-noite da noite de 24 para 25 e depois disso há chocolate quente, antes de ir dormir.

4 | Como é o seu dia Natal?

Em casa, junto à lareira, em família.

5 | Conte-nos um episódio engraçado que tenha acontecido com os seus filhos?

Posso responder daqui a 15 dias? Este ano vamos fazer-lhes uma surpresa EM GRANDE e acho que vai acontecer muita coisa para contar por aí… ( Não nos percam de vista. Vai ser mesmo EM GRANDE 😉 )

6 | Um momento que a/o tenha marcado com os seus filhos?

O presépio vivo que tive no ano em que nasceu o Francisco, com ele tão, tão bebé e o ano passado com novo presépio vivo, desta vez com o meu sobrinho Miguel.

7 | E porque o Natal é União e Família, na sua opinião de que forma o BARRIGAS DE AMOR® tem contribuído para a Natalidade e Famílias em Portugal.

Penso que o papel do Barrigas de Amor tem sido muito relevante, fornecendo formação qualificada gratuita no âmbito da natalidade e das famílias, promovendo encontros, celebrando estes valores.

Parabéns, Barrigas de Amor, pelo excelente trabalho desenvolvido!

8 | O que mais desejo este Natal é…

O que mais desejo este Natal é… que a economia possa permitir um aumento de nível de vida nas nossas famílias, mais emprego e consequente estabilidade. As nossas famílias precisam desse alívio.

DSC00114

Blog | Com Bicharocos Carpinteiros