Espaço Família | Como Cresceram

Atividades

4 de Fevereiro de 2015

Doze regras para tornar os TPC mais fáceis

quarto_das_brincadeiras_trabalhos_de_casa_27c4377fe1a6ec16be052f2d008b146c

Depois de um dia inteiro de aulas para os miúdos e um longo dia de trabalho para os mais crescidos, a hora dos trabalhos de casa (TPC), entre banhos, jantar e cansaço, pode revelar-se um grande desafio. Se há crianças que gostam de os realizar e os fazem com entusiasmo, outras evitam-nos até à hora de deitar e transformam-nos num castigo para si e para os pais.

Como fazer da hora dos TPC um momento sem stress e de partilha entre pais e filhos? Fomos falar com Inês Afonso Marques, psicóloga clínica e coordenadora da área infanto-juvenil da Oficina de Psicologia, e temos 12 dicas preciosas para que todos em casa beneficiem de mais e melhores momentos em família. Sempre sem esquecer que os trabalhos de casa fazem parte das rotinas das crianças, mas que outros temas devem fazer parte das nossas rotinas enquanto família.

1. Fazer um intervalo antes dos TPC

Após a chegada do seu filho a casa, e sempre que possível, permita que tenha um breve intervalo, no qual possa lanchar e brincar durante algum tempo e antes do início do período dedicado ao estudo. Idealmente os trabalhos de casa devem ser feitos antes da hora do jantar.

2. Escolher um local destinado ao estudo.

A criança deve ter uma mesa, num local destinado ao estudo, confortável e com boa iluminação e ventilação. Nada de estudar em cima da cama, na mesa da cozinha enquanto os pais fazem o jantar ou no sofá enquanto se vê televisão.

3. Ter todo o material à mão …

Todo o material necessário deve estar na mesa antes de começar a estudar. Isto inclui livros, cadernos diários, canetas, dicionários, calculadora, etc. Sempre que tem de se levantar para ir buscar qualquer coisa interrompe a concentração. Na mesa de estudo SÓ deve estar o material necessário para trabalhar.

4. … e arrumado e organizado

Tudo o que faz falta, e que está em cima da mesa, deve estar arrumado e organizado. Caso contrário, há tempo que se perde na busca da borracha perdida.

5. Nada de televisão

Tudo o que pode servir de distracção deve estar fora do alcance do olhar e das mãos. Mantenha longe do olhar da criança a televisão, o rádio, o computador, os livros de BD, o telemóvel, os cromos…

6. Criar um horário de estudo

Construa com o seu filho um horário de estudo, adequado à idade e às disciplinas, e que pode ser alterado em função do sucesso do mesmo.

7. Não deixar que o tempo dos TPC se arraste

Coloque um relógio no local onde o seu filho estuda e definam o tempo para a realização dos trabalhos de casa.

8. Oferecer uma ajuda sempre que preciso, mas lembrar que a responsabilidade é deles

Esteja disponível para ajudar. Mas note que estar disponível para ajudar não é fazer o trabalho de casa pela criança. A realização dos TPC, ainda que com a supervisão do adulto, deve ser da responsabilidade da criança. Com as crianças mais pequenas pode ser útil ajudá-las a definir uma “agenda” das tarefas que têm para fazer e, em seguida, sentar-se perto delas, a fazer uma actividade sua, como ler um jornal, para que mais facilmente possa dar resposta a alguma questão.

9. Dar orientações e não respostas concretas 

No caso de identificar que surgem dificuldades, deixe-o resolver para que se sinta mais confiante, mas fique por perto e ajude-o a pensar como ultrapassar, que recursos pode utilizar para conseguir realizar o exercício. Em resposta às dúvidas, ofereça orientações e não respostas concretas.

10. Cuidado com as correcções

Confirme que os TPC são realizados, evitando esquecimentos recorrentes. Mas, lembre-se que confirmar a realização dos trabalho não é corrigi-los. A criança também precisa de errar para melhor compreender as suas forças e as suas dificuldades. E na escola, com os professores, terá oportunidade de corrigir os seus trabalhos e verificar o produto do seu esforço. Esta dica é válida tanto para quando os TPC são realizados em casa ou em contexto de centro de estudos.

11. Estimular a autonomia

À medida que a criança cresce e progride no seu percurso escolar, estimule a sua autonomia, também no que às tarefas escolares diz respeito, mas mantendo o seu interesse por acompanhar as aprendizagens do seu filho.

12. Motivar sempre. E elogiar. Muito.

Seja um motivador. Demonstre interesse pelas aprendizagens do seu filho, pergunte por fichas, testes ou trabalhos. Dê encorajamento. E elogie o trabalho realizado e os esforços demonstrados.

quarto-das-brincadeiras-logotipo

Uma ideia por dia para se divertir com as suas crianças.