Espaço Família | Somos um Casal

28 de Julho de 2014

Doação de óvulos tudo o que sempre quis saber!

pregnant-women-014

Uns 30% dos casais que sofrem de infertilidade necessitam de dadoras de óvulos ou dadores de sémen para poderem ser pais. Infelizmente em Portugal há pouca informação sobre o processo de doação e como tal por vezes demoramos alguns meses até encontrar dadores compatíveis para os casais em tratamento.

O que deve fazer uma mulher que queira doar os seus óvulos?
Ela deve contactar um centro que faça tratamentos de reprodução assistida e que esteja apto para recrutar dadoras.

Quais são os requisitos básicos para doação de óvulos?
– Idade da mulher: igual ou superior a 18 anos e inferior a 35 anos.
– Bom estado de saúde física e psíquica;
– Possuir documento de residência em Portugal válido (ou ser de nacionalidade portuguesa).

Cumpridos estes requisitos, é agendada uma consulta no centro, onde são feitas análises clínicas e laboratoriais obrigatórias e que são da responsabilidade do centro recrutador (isto é, sem quaisquer custos para a mulher). Posteriormente é agendada uma entrevista com a psicóloga do centro para avaliar as condições psíquicas da mulher.

Outros aspectos importantes:

A doação de óvulos é voluntária, de carácter benévolo e não é remunerada (contudo, o centro recrutador, oferece uma compensação estritamente limitada ao reembolso das despesas efetuadas resultantes da dádiva).

A doação é anónima, isto é, nem o casal recetor dos óvulos nem as crianças nascidas resultantes desta dádiva poderão ter acesso aos dados que identifiquem a dadora. Excepto em situações graves reconhecidas por sentença judicial.

Em situação alguma, a dadora é reconhecida como progenitora destas crianças.

As crianças nascidas com recurso a dadores podem obter informação sobre eventual grau de parentesco sem que seja necessário identificar a dadora.

Como se processa a doação de óvulos?

O primeiro passo é a estimulação dos ovários. Esta estimulação tem como objectivo a produção de um maior número de óvulos e consiste na administração de medicamentos injetáveis.

Ao longo desta estimulação, que tem um período variável (10 a 14 dias) dependo de cada mulher, a clinica vai solicitar à dadora que se desloque às suas instalações para fazer um controlo do crescimento dos folículos mediante ecografia e uma análise sanguínea para avaliar os níveis hormonais. O nº de deslocações é variável de mulher para mulher (regra geral são 4 deslocações).

Quando os folículos já estão desenvolvidos, é marcada a punção dos ovários, isto é a recolha dos óvulos. Este processo é feito mediante anestesia local ou sedação e não exige internamento. Passado o efeito da anestesia a mulher está apta a ir para casa. Termina aqui o processo de doação.

Na passada terça-feira foi feita uma reportagem no centro onde trabalho sobre doação de óvulos. Creio que é bastante elucidativa ! Convido-vos a verem!

O processo de doação de óvulos é um processo simples e não coloca em risco a fertilidade da mulher que está a doar e é um passo fundamental para que muitas mulheres possam ser mães.
Se puderem ajudem! Ao doar óvulos estão a doar vida!

ver video: queridas manhãs com Júlia Pinheiro sobre a doação de óvulos

Blog | O meu Laboratório de Sonhos