Mães e Pais na 1ª Pessoa

Mónica Santana Lopes 

A Mulher é que Manda

Deviam existir regras para as visitas na maternidade

Olá, olá! Deviam existir regras para as visitas na maternidade. Hoje falava com uma amiga sobre o facto da irmã dela ter acabado de ser mãe. Ela estava passada com o extremo cansaço  visível provocado pela quantidade de visitas que estava a receber no dia seguinte ao parto.

Lembro-me que senti exatamente o mesmo quando nasceram as minhas filhas. Só para terem uma ideia, no nascimento da minha filha mais velha, primeira sobrinha, neta, bisneta, sobrinha neta… depois de 9 horas de trabalho de parto e uma cesariana, quando saí da sala de partos, tinha cerca de 30 pessoas à minha espera para me dar os parabéns! Como sou muito bem educada, implorei á enfermeira “Não pare pf!” E fugi para o recobro. No dia seguinte, começou a odisseia das visitas, de manhã à noite, às vezes entravam as enfermeiras e diziam que não podia lá estar tanta gente, o que me salvava eram as alturas de dar de mamar! E as comemorações só acabaram 3 semanas depois.

Claro que há pessoas que são sempre bem vindas e que adoramos ter ao nosso lado, mas por outro lado existem outras que abancam e não vão embora nem por nada, outras que dizem comentários inconvenientes, que estão o tempo todo a querer pegar no bebé… conheço uma mãe que para se poupar, pediu para colocarem um papel na porta a dizer que não se podia incomodar. Eu não vou tão longe mas acho que deviam existir algumas regras de etiqueta para este momento tão especial.

Estas seriam as minhas regras ( claro que não se aplicam aos membros da família directa ou pessoas com elevado grau de intimidade):

1. Nunca fazer a visita do dia do nascimento.

2. Nunca aparecer muito cedo ou tarde, os pais estão-se a habituar às novas rotinas e precisam de momentos de sossego.

3. Não aparecer para desencaminhar o pai da criança. Aqueles amigos que aparecem e vêm sugerir uma noitada para festejar o nascimento da criança, só de estalo!

4. Pedir para pegar o bebé. Coitada da criança, acaba de nascer e tem de andar de colo em colo…

5. As visitas não devem ser muito longas. Aquelas pessoas que abancam e nunca mais saem, nem na altura de dar de mamar se mancam, é muito chato.

6. Atenção aos comentários e conselhos. Começar a disparar conselhos sobre como tratar ou educar o bebé é um hábito irritante que muitas pessoas têm quando estão nesta situação, principalmente quando se trata de uma mãe pela primeira vez.

7. Se quer tirar fotografias deve perguntar primeiro aos pais, se aceitarem não se esqueça de tirar sem flash. E como é óbvio não se divulgam fotografias de crianças sem autorização dos pais.

8. Se não for ao hospital, deixe a visita para uns 15 dias depois do nascimento. Os primeiros dias costumam ser exaustivos e os pais estão a habituar-se à grande mudança, que é a chegada de um bebé.

E vocês, como foi a vossa odisseia das visitas?

Blog | A Mulher é que Manda