Espaço Família | Somos um Casal

Educação Financeira

20 de Abril de 2013

Comprar ou arrendar casa?

Ontem pela primeira vez, eu e o J falámos na hipótese e comprarmos casa. Queremos muito começar a nossa família … mas como as coisas estão não sei se é melhor comprar ou arrendar …

Durante muitos anos, uma decisão com impacto durante várias décadas (30/40 anos) era feita em poucos segundos: “entre arrendar uma casa e pagar um determinado valor ao proprietário, mais vale pagar um valor semelhante ao banco e a casa será minha”.

Uma decisão desta importância não pode ser feita desta forma. Para a grande maioria dos portugueses, comprar uma casa é o maior investimento realizado durante toda a vida: em termos práticos traduz-se na compra de duas casas (a casa pretendida e uma segunda casa com o valor pago em juros!)

Ser proprietário obriga a uma série de encargos burocráticos e fiscais que devem ser considerados, os quais podem chegar a 6%-10% do valor da casa:
•    Escritura
•    IMT e IMI
•    Taxa de Esgoto
•    Obras de conservação
•    Condomínio
•    Taxa de esgoto
•    E se um dia estiver desempregado e quiser mudar de cidade ou país? Com um empréstimo é mais difícil… Esta variável é ainda mais importante com o desemprego a atingir os 14%…
Por outro lado, existiu uma forte correcção do valor das casas. Em resultado da bolha imobiliária e da falta de liquidez dos bancos, existiu uma forte correcção do preço das casas. Quem optou por comprar, inevitavelmente enfrentou uma desvalorização significativa do bem adquirido.

Algumas famílias que obtiveram um empréstimo a habitação, nunca efectuaram o cálculo do valor total pago em juros. Na prática, a compra de uma casa a crédito traduz-se na compra de duas casas: a casa pretendida e uma segunda casa (frequentemente o valor dos juros pagos até a maturidade é o equivalente a uma segunda casa).
Com a actual falta de liquidez dos bancos, os spreads do crédito a habitação aumentaram significativamente, o que encarece ainda mais o valor dos juros quando se opta por comprar uma casa a crédito.

Uma ressalva importante: Um dos principais motivos da compra de uma casa é nela habitar. Ao fazê-lo, evitamos pagar um arrendamento de uma casa ao seu proprietário. O valor das rendas que não necessitam ser pagas devem ser descontadas para uma correcta análise.

Dr. Ricardo Ferreira

escola_financeira