Mães e Pais na 1ª Pessoa

Inês Simões 

Eu, Mãe

COMEÇA O CARNAVAL! | AS MARAVILHAS DA MATERNIDADE

O Carnaval são três dias, mas para os filhos e nós pais, acaba por ser mais uns quantos…

Começa logo com a escolha do fato, uns dias antes, depois com a prova do fato, apenas em casa!, apenas em casa!, e num instante é sexta-feira, dia de disfarces nas escolas. Eu adoro, sempre adorei o Carnaval, é um dos meus feriados preferidos, sempre me mascarei e pulei muito nestes dias. Felizmente passaram-me ao lado as partidas e desfeitas desta altura, foi sempre uma festa e fico sempre com peninha no fundo de já não me dar para disfarces…

Desta vez, cá em casa temos um pirata, ahoy! Um pirata menino, um Jake da Terra do Nunca, que não quis barbicha nem cicatriz e foi todo contente para o colégio, adoro ver a sua alegria. O mais novo este ano ainda não entrou para a estatística, mas talvez ainda tenha direito a uma máscara providencial…

Neste dias, há algumas guidelines que eu sigo sempre, resulta sempre muito bem:

– eu não stresso com DIY e inventar disfarces cá por casa, simplesmente não tenho tempo, não tenho bons props cá por casa e seria um stress pegado. Entre lojas da especialidade (festas, máscaras…), lojas de brinquedos (toys R Us, Imaginarium…), supermercados, lojas dos chineses, até estações de serviço!, a escolha é tão grande e a qualidade tão variada, que sem dificuldade vamos encontrar um disfarce mais que perfeito para os miúdos.

– o principal é haver um disfarce, a alegria deles é a mesma com uma simples máscara, ou um fato completo, o importante é envolver os miúdos no enredo e na fantasia destes dias. Há fatos muito simples que resultam lindamente e são confortáveis e outros que são muito elaborados e depois não se aguentam. Keep it simple.

– Quem tenha jeitinho com as mãos e tenha gosto nisso, pode perfeitamente encontrar pelo Pinterest ou pela net DIY de disfarces fantásticos e muito simples de fazer, basta procurar “carnival costumes kids”. Quem tenha por casa adereços, peças de roupa que se adaptem, props giros e queira inventar a sua própria máscara, fica sempre um charme!

– Quando se tiver o fato pronto, seja comprado ou feito, o ideal é experimentar logo no petiz, não só para ver aquela reação inicial que é um gozo enorme, mas também para ver se está tudo bem com o fato, para evitar stresses de última hora.

– O ideal é encontrar um fato ou vestido que permita usar muita roupa por baixo. E ter o cuidado de essa roupa se integrar bem no fato, em termos de cores e padrões, para não dar tanto nas vistas. Assim eles podem correr e brincar o máximo possível sem estarem com os fatos tapados, que é muito mais divertido! Não há nada mais deprimente do que o lindo vestido de princesa coberto o dia todo com um casacão de inverno… Ou pior, os marotos livrarem-se dos sobretudos na primeira oportunidade e apanharem frio o dia todo sem ninguém dar conta.

Os nossos dias, pelo Instagram.

Blog | Eu, Mãe