Atualidade

30 de Abril de 2014

Cantou para acalmar os filhos durante tiroteio de cinco horas

Uma mãe cantou para acalmar os filhos durante cinco horas, enquanto decorria o tiroteio no centro comercial ‘Westgate’, em Nairobi, no Quénia, em setembro do ano passado. A mulher e as duas crianças conseguiram escapar com vida ao massacre. Tyler Hicks, fotojornalista do ‘New York Times’, captou o momento em que a família estava escondida e ganhou um prémio Pulitzer – prémio norte-americano que distingue trabalhos jornalísticos – pela cobertura do ataque terrorista. Quando se apercebeu do início do tiroteio, a reação da mãe foi esconder os filhos e tentar que mantivessem a calma. “Às vezes via balas a cair no chão, perto de nós. Sentia o cheiro a pólvora e estávamos mesmo com medo”, recordou a mãe à ‘NBC’. Pergunta CMRecorda-se do tiroteio de Nairobi?SIMNÃOVer Resultados Tyler Hicks falou recentemente com a mãe através de Skype e a mulher afirmou que a imagem retrata perfeitamente o que se passou naquele dia. “A mãe estava realmente a cantar músicas para os seus filhos, para mantê-los calmos e tranqui-los. Principalmente o jovem rapaz que tentava sentar-se de cinco em cinco minutos e ela teve de mantê-lo calmo e tranquilo durante cinco horas”, explicou a fotojornalista do ‘New York Times’. O tiroteio no centro comercial queniano matou mais de 60 pessoas. O grupo islâmico Al Shabaad já admitiu ser responsável pelo massacre.

Fonte: Correio da Manhã