Atualidade

3 de Março de 2015

Babylab de Coimbra vai mostrar como pensam os bebés

Depois de praticamente um ano de gestação, o Babylab Laboratório de Psicologia do Bebé, da Universidade de Coimbra, reúne especialistas de todo o país, no seminário “Olá Bebé! Os bebés já nascem a falar”, para debater os bebés e tornar público o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido.

Além de pretender apresentar-se publicamente e de dar conhecer algumas investigações realizadas, o novo laboratório da psicologia do bebé quer mostrar que depois do investimento em maquinarias, estão reunidas condições que vão permitir estudos mais aprofundados.

Eduardo Sá é o responsável pelo BabyLab de Coimbra, que já gatinha há um ano na Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação. O psicólogo clínico e psicanalista garante que estão reunidas as condições para perceber como pensam os bebés.

«Quando pomos legendas em algumas dificuldades dos bebés, sejam dificuldades de sono, alimentação, seja o modo como falamos para os bebés, lhes pegamos ao colo, como se adormecem os bebés»?, são algumas das questões para as quais os pais podem obter resposta no Babylab.

Os bebés nascem a pensar, são acutilantes, participativos e fazedores de opinião. O Babylab pretende ser uma forma diferente de olhar os bebés, promovendo desde cedo a saúde mental.

«É altura de nos começarmos a arrepiar com a precocidade da vida mental e que, ao contrário daquilo que pensamos, psicologicamente os bebés nasce mais cedo do que ao fim de nove meses de gestação, o que significa que as maternidades deverão passar a ter outro olhar», afirma. Por isso enfermeiros e obstetras passam a ser também técnicos de saúde mental.

Fonte | TSF