Espaço Família | O nosso 1º Filho

Cirurgia Pediatrica

15 de Novembro de 2013

Atacar a constipação (conselhos práticos)

A maioria dos pediatras não gosta de prescrever anti-tússicos (vulgo xaropes para a tosse) em crianças e têm razões para isso. A maioria não são eficazes e alguns deles até produzem mais secreções, ‘encharcando’ a criança. Já há alguns anos que a Associação Americana de Pediatria (AAP) desaconselhou os os xaropes da farmácia em favor dos remédios caseiros. Este texto (em inglês) do website da AAP é muito útil, porque esclarece o que podemos e devemos fazer para a atacar a constipação em cada grupo etário. Eis o resumo com um twist de cirurgião:
Nariz pingoso? Assoar, limpar e/ou aspirar. O uso de anti-histamínicos (Fenistil, Atarax, Aerius, entre outros) é controverso, pois parece ter apenas eficácia nas alergias. Pessoalmente, acho que tentar não custa (muito) e, quando há melhoria, mantenho.
Nariz obstruído? Limpar com soro fisiológico. Isto pode ser feito através da instilação de gotas em cada uma das narina, seguido de aspiração, ou irrigação com spray de ‘água do mar’ (existem de diferentes forças, consoante a idade). A AAP não refere o uso de gotas de fenilefrina (vulgo Neo-sinefrina), mas eu uso no mais velho, ainda que só em desespero de causa.
Tosse? Hidratar bem e ‘fazer vapores’ (com vaporizadores/nebulizadores ou apenas expondo a criança ao vapor de água do banho). Pretende-se com isto que as secreções se mantenham fluídas e que a criança tussa. Atenção! Nunca expor directamente nenhuma criança à água a ferver. É muito perigoso, porque, num instante, um movimento brusco leva a uma queimadura grave (ver aqui o que fazer). Se a criança tem mais que 1 ano, pode-se dar uma colher de mel à noite; se for maior de 6 anos, pode chupar rebuçados. (1)
Se a criança ainda não tem 3 meses, se a febre é de preocupar (ver aqui), se há a sensação de falta de ar ou se o seu ‘olhómetro’ lhe diz que não se trata de uma simples constipação, não tente isto em casa. Consulte o médico ou pediatra assistente.
15.11.2013 - A(1) O artigo da AAP não refere, mas existe um estudo de 2010, afirma ainda que o uso de óleo de extractos de cânfora/mentol/eucalipto (vulgo Vicks VapoRub) aliviam a sintomatologia nocturna. No mesmo estudo, 46% apresentaram algum tipo de efeito adverso, geralmente irritação local ligeira. Mais, alguns receios de toxicidade limitam o seu uso a maiores de 2 anos.

 

Dr. João Moreira Pinto

Cirurgião Pediátrico
E os Filhos dos Outros