Espaço Família | Como Cresceram

Blogosfera

16 de Abril de 2015

As 10 coisas que a sua mãe nunca lhe contou…

Existem certas coisas que só ao experienciá-las, é possível entender o seu real significado e dimensão.

Ser mãe é uma delas.

Não, eu que agora escrevo estas palavras, não sou mãe… mas adorei ler o testemunho da blogger Natasha Craig, que quero muito partilhar com vocês.

Aqui estão 10 coisas que sua mãe nunca lhe contou, mas que talvez seja bom saber agora — na opinião da autora.

1. Por sua causa a sua mãe chorou… e muito.

Ela chorou quando descobriu que estava grávida. Ela chorou quando lhe deu à luz. Ela chorou quando lhe segurou pela primeira vez. Ela chorou de felicidade. Ela chorou de medo. Ela chorou de preocupação. Ela chorou porque se preocupa profundamente consigo. Ela sentiu as suas dores e as suas alegrias.

2. Ela queria aquele último pedaço de bolo.

Mas, quando o/a viu a pular de felicidade com os olhos a brilhar, não teve coragem para fazê-lo. Ela sabia que ficaria muito mais feliz vendo a sua felicidade.

3. Doeu.

Doeu quando  a agarrou com  as suas unhas afiadas, impossíveis de cortar; doeu quando a mordeu, enquanto mamava; doeu quando pontapeava  dentro da barriga da sua mãe; quando esticou a barriga dela pelo periodp de nove meses; conseguiu fazer com que o corpo dela se contraísse de dor quando veio ao mundo.

Coisas que sua mãe nunca te contou (4)

4. Ela sempre teve medo.

Desde o momento em que soube que estava grávida,  tudo fez para o proteger. Era ela contra o mundo. Na cabeça dela, ninguém seria capaz de lhe dar tanta segurança. O coração dela bateu mais rápido quando o/a viu a dar os primeiros passos. Ela ficou acordada até mais tarde para ter a certeza que tinha chegado em casa são e salvo, e acordou cedo para o/a levar para a escola. Ela estava por perto a cada tropeção; estava pronta para o/a abraçar quando acordava com pesadelos ou febre. Ela esteve sempre lá.

5. Ela sabe que não é perfeita.

Ela é a maior crítica dela mesma. Sabe de todos os defeitos que tem, e por vezes, tem dificuldades em lidar com ela própria. Ela queria ser a mãe perfeita – mas, como é humana, cometeu erros. Ela provavelmente ainda está a tentar perdoar-se. Mais que tudo, ela gostaria de voltar no tempo e fazer as coisas de outra forma, mas isso é impossível, então seja gentil e saiba que ela fez todo o possível, para garantir o melhor para a sua vida.

6. Muitas vezes ela ficou a vê-lo dormir

Às vezes ela ficava acordada até as 3 h, rezando para que  você adormecesse. Mal conseguia ficar de olhos abertos enquanto tentava adormecê-lo/a. E, quando finalmente, ela o/a colocava no berço, todo o cansaço desaparecia por um segundo. Ela ficava ali, olhando para a sua cara angelical e perfeita, sentindo-se a transbordar de  um amor imenso por si, apesar dos braços cansados e dos olhos doloridos.

 

Coisas que sua mãe nunca te contou (1)

7. Ela o “carregou” por muito mais que nove meses.

Você precisava. Então ela o/a “carregou”. Ela aprendeu a segurará-lo enquanto arrumava a casa, enquanto comia, até mesmo enquanto dormia: não tinha outra alternativa. Os braços estavam cansados, as costas doíam, mas ela o/a segurava para conseguir tê-lo bem perto. Pode não se lembrar, mas era apenas nos braços da sua mãe que conseguia sentir-se seguro/amado. Por isso ela sempre o/a segurou quando necessário.

Coisas que sua mãe nunca te contou (2)

8. O seu choro partia-lhe o coração.

Não havia som mais triste que  o seu choro, imagem mais horrível que as suas lágrimas escorrendo no seu rosto perfeito. Ela fez tudo o que era possível para que nunca tivesse que chorar e, quando não podia impedir as suas lágrimas, o coração dela partia-se  em milhões de pedacinhos.

9. Ela colocou-o sempre e primeiro lugar.

Ela ficou sem comer, sem tomar banho e sem dormir. Ela colocou sempre as suas necessidades em primeiro lugar. Ela passava o dia inteiro cuidando de si e, no fim do dia, não sobrava mais energia para ela própria. Mas, no dia seguinte, ela acordava e fazia tudo de novo.

Coisas que sua mãe nunca te contou (5)

10. Ela faria tudo de novo.

Ser mãe é um dos trabalhos mais difíceis do mundo, um trabalho que por vezes leva qualquer mãe ao limite. Chora-se, sofre-se, tenta-te, erra-se, trabalha-se, aprende-se. Em contrapartida, sente-se uma alegria e amor imensos . Apesar de tudo o que a sua mãe passou por sua causa, ela faria tudo de novo, por si e porque vale a pena. Então, da próxima vez que a vir, diga obrigado. Diga que a ama. Nunca vai ser demais.

Fonte: Awebic