Atualidade

15 de Abril de 2015

Aos 65 anos já tem 13 filhos mas no verão vai ter quadrigémeos

É avó de sete netos, tem treze filhos e depois de 18 meses a fazer tratamentos de fertilidade conseguiu voltar a engravidar. Aos 65 anos. A ecografia já mostrou o que aí vem. São quadrigémeos.

A filha mais velha desta alemã tem 44 anos anos. A mais nova fica-se pelos nove. Foi ela que convenceu a mãe a engravidar quando lhe pediu um irmão ou uma irmã mais nova. Com treze filhos no currículo a professora de russo e inglês não se fez rogada. Bateu à porta de uma clínica de fertilidade e o resultado está aí. O gangue vai nascer no verão e a mulher vai tornar-se na mais velha a ter quadrigémeos.

«Foi um choque para mim. Quando o médico viu que eram quatro eu tive muito em que pensar» conta a futura mãe Annegret Raunigk.

Se todos nascerem bem, a alemã vai ter dezassete herdeiros diretos. A televisão RTL vai emitir uma entrevista com a mulher e conta que quando lhe perguntaram se ela não seria demasiado velha para ter filhos, Annegret Raunigk respondeu que «há clichés que já cansam». A antiga professora afirmou ainda que não tem medo do que aí vem, «em termos de organização, já tenho experiência, não é nada novo para mim».

A futura mãe de 65 já tinha aparecido na televisão devido ao tamanho da família. Na fotografia, agora com dez anos, vê-se um bebé ao colo de Annegret Raunigk (sentada à esquerda). Foi ela quem pediu à mãe «um mano mais novo». Vai ter quatro.

Fonte: TSF Rádio Notícias