Espaço Família | Como Cresceram

Psicologia

5 de Setembro de 2014

Ansiedade no regresso às aulas? 10 dicas para afastar os medos

Quarto_das_Brincadeiras_regresso_as_aulas_3ba50b2e14cb75fe0d1e3a58c82f93e1

Como prevenir a ansiedade e o nervosismo provocados pelo regresso às aulas? Com as férias a terminar e o primeiro dia de escola cada vez mais perto, é essencial preparar os mais pequenos para as novas rotinas que aí vêm e que irão substituir os dias de férias, em que não há horários para nada.

Lúcia Paulino, psicóloga infantil da Oficina de Psicologia, explica que esta preparação é essencial e que deve começar com a maior antecedência possível. Assim se evitarão inícios problemáticos, em que muitos sentem receio de não conseguir, medo de não conhecer ninguém, de não ter amigos, medo que o professor seja demasiado exigente, em suma, medo da mudança.

E se isso é assim para os regressos, é muito mais importante nos casos de crianças que mudam de escola ou de professores, nomeadamente os que deixam o jardim de infância para ir para o 1º ano e os que vão para o 5º ano. Num e noutro caso, provavelmente em escolas novas, tudo será novidade, o que aumentará em muito o stress e a excitação.

Com a ajuda de Lúcia Paulino, elaborámos 10 dicas para preparar o regresso à escola e os primeiros dias de aulas:

  1. Os horários – Os horários das refeições e da hora de deitar e de acordar devem aproximar-se daquela que passará a ser a nova rotina diária. Por exemplo, jantar mais cedo, para depois também deitar mais cedo e evitar as manhãs na cama, que em breve vão acabar.
  2. Conversar sobre as preocupações e os medos – Fazer de conta que nada vai mudar não é uma boa estratégia. Pelo contrário, o assunto deve ser encarado de frente e conversado, para que eles possam pôr em palavras as suas dúvidas e preocupações. E, também, para perceberem que estas são normais e que os pais compreendem e estão disponíveis para ouvir e ajudar.
  3. Uma visita à escola – Eles criam imagens e fantasias sobre como será a nova escola, por isso passar por lá antes do primeiro dia de aulas será uma boa estratégia. Se não for possível, entrar, não faz mal, mas esta será uma forma de se familiarizarem com o novo local e, também, com o percurso diário que, a pé ou de carro, vão passar a fazer.
  4. Levá-los a comprar o material escolar – Integrar as crianças nestas compras é fundamental para que se sintam motivados e entusiasmados. Escolher a nova mochila, os cadernos, os lápis, tudo isso será uma aventura boa a antecipar os dias de escola.
  5. Espreitar os novos livros – É importante que os vão folheando, para abrir o apetite e criar interesse sobre o que vão aprender no próximo ano. Sem exageros, porém, para não esfriar as expectativas.
  6. Atitude positiva – É fundamental dizer-lhe que a mudança vai ser boa, que a escola é divertida, que vão ter novos amigos (ou reencontrar os antigos) e aprender muitas coisas novas. Pelo contrário, evitar discursos do género “não vais poder brincar tanto, vais ter de estar mais concentrado, o professor vai exigir mais de ti”, por mais verdadeiros que sejam.
  7. Elogiar sempre – Elogiar comportamentos positivos e valorizar as partilhas que eles fazem no final do dia, guardando sempre tempo para o diálogo. Evitar, também aqui, dar enfâse ao que foi menos bom.
  8. Evitar despedidas longas – A hora de os deixar na escola pode ser uma das mais problemáticas. O choro nos primeiros dias será normal, mas tornará ainda mais importante  que a despedida dos pais seja firme e sem demoras e hesitações. Da mesma forma, devem ser evitados os atrasos ao final do dia para os ir buscar e explicar sempre muito bem qualquer imprevisto que surja.
  9. Ficar atento aos sinais – As dores de barriga ou dores de cabeça inesperadas que, dizem eles, impedem as idas à escola, são sintomas físicos (psicossomáticos) de que alguma coisa não está bem e de que a criança não está a adaptar-se. Dependendo da sua duração, significam que  precisa de ajuda. Dos pais, em primeiro lugar, e, se a situação se prolongar no tempo, de ajuda profissional.
  10. Preparar muito bem as rotinas matinais – mais do que nunca, nos primeiros dias de aulas, já de si tão stressantes para eles, convém evitar as correrias matinais. As mochilas e as roupas preparadas de véspera, o pequeno almoço cedo e apetitoso e saídas de casa calmas e sem atrasos, tudo isso evitará aumentar ainda mais a ansiedade que eles (e os pais) já sentem. Tudo pronto, é lavar os dentes, agarrar na mochila e ir à aventura. Bom regresso às aulas!

Idades:  3-5 anos, 6-8 anos

quarto-das-brincadeiras-logotipo