Espaço Família | Como Cresceram

Vida ao Ar Livre

14 de Janeiro de 2014

Alimentação Biológica, será vantajosa para a sua família?

14.01.2014 - A

Por várias razões a alimentação saudável está muito em voga atualmente. Felizmente é crescente o número de famílias com especiais cuidados na escolha das refeições diárias. Muitas entidades escolares também já têm diferentes opções na ementa semanal sendo o objetivo aumentar o consumo de frutas e vegetais entre os jovens e desta forma levar este hábito para as suas casas.
É bastante conhecida a frase de Hipócrates “Que o teu alimento seja o teu remédio e que o teu remédio seja o teu alimento” e esta é uma forma de prevenção comumente utilizada.
Será a alimentação biológica uma boa opção? Quais são as suas vantagens?
Os produtos biológicos estão mais difundidos e a sua gama é cada vez maior e mais acessível. A oferta em hipermercados e mercados de rua, para além das lojas especializadas, aumentou bastante nos últimos anos, mas as dúvidas do consumidor comum persistem.
Estudos indicam que os alimentos com origem na agricultura biológica têm maior teor em vitaminas, sais minerais, proteínas e glúcidos por serem produzidos em solos sãos e com isenção de pesticidas. Ao crescerem de forma saudável as plantas mantém os seus aromas e sabores caraterísticos tornando-se mais agradáveis ao paladar.
A não contaminação do ecossistema agrícola contribui para alimentos mais saudáveis e para a preservação do ambiente.
Para ter a garantia que consome biológico basta estar atento aos rótulos e verificar se os mesmos são certificados por entidades reconhecidas.
Ao adquirirmos biológico estamos ainda a ajudar os produtores e a colaborar com o aumento do consumo de produtos bio que levará à consequente redução dos seus preços.
Na Quinta Pedagógica Armando Villar não são utilizados quaisquer produtos químicos de síntese. Os animais são alimentados com cereais biológicos e produtos orgânicos da horta. Esta está certificada como biológica por uma entidade reconhecida. Tudo isto por uma questão ambiental, por um consumo consciente e acima de tudo para sensibilizar os mais novos e as suas famílias dos benefícios de modos de produção sustentáveis.

 

Elisabete Cortegano

Quinta da Ponte - Novembro