Espaço Família | Como Cresceram

Saúde

26 de Dezembro de 2014

Alergia às Proteínas do Leite de Vaca (APLV)

Untitled1

A alergia às proteínas do leite de vaca (APLV), é um tipo de alergia frequente em pediatria, aliás, a mais frequente no 1º ano de vida. Cerca de 60% destas crianças, têm antecedentes familiares de alergia, qualquer que seja (asma, rinite, eczema, urticária). Atenção que a Alergia às Proteínas do Leite de Vaca, não deve ser confundido com “alergia” (intolerância) à Lactose! Lactose é o açúcar do leite (constituintes diferentes).

Este tipo de alergia pode apresentar sintomas e sinais diversos, por isso é muitas vezes subvalorizada e não diagnosticada. É, na maioria das vezes transitória e autolimitada ou seja, desaparece se fizermos a evicção total de lacticínios. Na maioria dos casos não ultrapassa os 3 anos, contudo, pode manter-se até aos 6-8 anos (raramente).

Como se pode manifestar?

Manifesta-se de diversas formas, isoladas ou associadas entre si.

– Cutânea: Dermatite atópica e Urticária.

– Gastrointestinal: Vómitos e diarreia, distensão abdominal (barriga grande), má progressão de peso, síndroma de má absorção intestinal.

– Respiratória: Dificuldade respiratória.

– Desnutrição.

Como se pode diagnosticar?

O mais importante é a clínica (além dos sintomas ou sinais já descritos, recusa ou renitência em beber leite); Análises sanguíneas ou testes cutâneos positivos.

Tratamento:

– Evicção total de todos os lacticínios;

– Substituição do leite por outro que não contenha proteínas de leite de vaca (o pediatra aconselhará o que achar mais adequado);

– Anti-histamínico (caso o pediatra assim o entenda).

Untitled2

Quais são os alimentos proibidos?

– Leite

– Iogurtes

– Manteiga / Margarida

– Queijo

– Papas Lácteas

– Todos os alimentos que contenham leite (bolachas, salsichas, molhos, batatas fritas congeladas).

Devemos verificar a composição dos alimentos, uma vez que não basta dizer que contém leite. Assim a presença de Leite pode ser identificada através destes componentes:

– Soro de leite

– Lactoalbumina

– Lactoglobulina

– Caseína

– Caseinato de sódio

– Caseinato de magnésio

– Caseinato de potássio

– Caseinato de cálcio

– Lactoferrina

– Proteínas hidrolisadas

Recomendações:

– Não esquecer que existe sempre o risco de anafilaxia (reação alérgica grave), cada vez que a criança contacta com o alérgeno (leite ou derivados).

– Explicar a toda a família que o tratamento está na evicção total ou seja não se pode dar nem um “bocadinho”, como poderá dizer a avó…

– A persistência na alimentação é a chave do sucesso.

Dra. Paula Vara Luiz

Pediatra | O Blog da Tia Paula 

É Diretora clínica da Clínica Paula Vara Luiz, serviços médicos, situada na Travessa do Forno 7-B 2050-114 Aveiras de Cima. É Médica especialista em pediatriaTrabalhou na Maternidade Alfredo da Costa, no Hospital de Santa Maria, Hospital de Santa Marta, Hospital de Dona Estefânia, Hospital da Horta (Açores), no Hospital de Vila Franca de Xira e Centro Hospitalar do Oeste (Torres Vedras). Anteriormente foi responsável pela Rubrica de Pediatria, semanalmente, da Rádio Lezíria, em Vila Franca de Xira. É autora de artigos para a Revista ÚNICA do Jornal Expresso. Atualmente exerce só medicina privada. Possui um vasto curriculum, com vários prémios nacionais e internacionais, assim como distinções. Encontra-se já com uma longa carreira, o que lhe permite uma grande experiência na prática clínica aliada ao seu “senso clínico”, tornando-a uma pediatra de excelência nos nossos dias.