Mães e Pais na 1ª Pessoa

Rita Mendes 

Barriga Mendinha

Ainda a organizar a casa nova, aqui ficam as minhas dicas para as mudanças e organização da casa

Como sabem fiz mudança de casa há coisa de duas semanas. A real confusão. Ainda por cima com filhos à mistura.

Mas a verdade é que ainda não acabou, e acho que pelo andar da carruagem… que nem tem sido nada má, talvez mais uns 15 dias para ter tudo no ponto. Arrumações de armários, escolhas do que queremos e do que está a mais. Limpezas. E depois mais limpezas e… quando achamos que está tudo limpo… mais limpezas, porque entretanto ficou tudo sujo…lol

Cá por casa, quase todas as divisões já estão bastante aceitáveis. Faltam pendurar uns quadros, decidir pormenores da decoração e de onde “esconder” alguns ítens (a questão da arrumação e principalmente organização é primordial quando se vai para uma casa nova, porque o “que se faz é o que fica”, por mais que nos convençamos que fazemos depois…).

homeNo entanto, há uma divisão, a do escritório/quarto de visitas que continua fechado à chave… é o quarto do monte de coisas que vão sendo colocadas pouco a pouco no sítio certo. E para mim, para que o resto da casa vá estando apresentável, esta é mesmo a opção viável. E que será o simbolo do final da arrumação.

Quando este quarto estiver arrumado, aí sim.. poderei respirar com a sensação de missão cumprida…

arrumar a casaQuase todas/os em algum momento da vida já mudaram de casa ( eu fiz contas há uns dias… e vou na 15ª desde miúda!! Uaaaa!!! muita mudança… e já alguma prática na coisa.)

A verdade é que apesar de ser sempre um momento de muito esforço físico (então se não como nós, decidirem não contratar nenhuma empresa de mudanças… ui ui… contem com umas boas dores de costas…. mas acreditem que depois serão compensadas/os e se sentirão orgulhosas/os do vosso trabalho)..

Aqui vão ficar algumas dicas que vos podem facilitar muit a vida. Dicas que fui “colecionando” ao longo destas 15 mudanças e que, claro, com muito erro à mistura que me custou na pele, fui aprendo o que fazer e o que não fazer.. e como. Vamos lá!?

1- Quem deve e não deve estar presente:

-Se tiverem filhos pequenos há duas regras para que uma mudança corra bem: Que eles não estejam e que.. eles nao estejam!! É que tanto pai como mãe e até amigos, envolvidos na mudança têm que fazer tudo o mais rápido e perfecionista possível. As crianças podem magoar-se, o pó e porcaria que anda no ar não lhes faz nada bem e mais ainda… para eles, que viveram num ambiente arrumado e organizado e que agora vai ficando como se tivesse passado um tufão.. não é uma boa ideia, pode confundi-los muito. Não digo que não se devam aperceber, claro que sim, até para que entendam que houve trabalho e que uma mudança não se faz por magia, mas estar no meio da confusão, não. Os meus, por exemplo, estiveram fora um fim de semana e quando voltaram já estavam no quarto/escritório da casa antiga muitos caixotes empilhados, já os quadros não estavam nas paredes e pedi-les que me ajudassem a arrumar algumas roupas e brinquedos deles para levar para a casa nova. Depois… passou uma semana e quando “voltámos à carga”… aí já não os quis por perto e lá tiveram as avós que entrar ao serviço.

-Presentes: Quanto mais amigos melhor! Nós dividimo-los por dias e de acordo com as disponibilidades. É uma boa opção, porque assim não massacrámos muito nenhum deles e “grão a grão”… a coisa foi sendo feita.

2- Onde empacotar e como organizar tudo:

-Os clássicos caixotes de papelão podem ser comprados em lojas como o Aki, o Leroy Merlin, Makro, etc… mas também têm sempre a hipótese de pedir no vosso supermercado de bairro que ao fim do dia (normalmente há dias específicos) vos deixem ir buscar umas caixas antes de as enviarem para a reciclagem.

-Não os encham muito, ok?.. senão… depois não os conseguem levantar hamm?’ Ou podem romper por baixo.Sim… ambas as situações já me aconteceram ( caixas com livros e discos, então são um pesadelo para levantar), sou mesmo a pró das mudanças eheheh

0003CEB6D3A814.jpg

3- As roupas:

– A primeira sugestão é que encahm tudo o que é mala de viagem, saco ginásio, das compras ou saco grande com roupa.. os necessaires, por exemplo podem ajudar na roupa interior, meias, collans, lenços e peças mais pequenas. A ideia é que… já que tudo tem que ir, há que rentabilizar o espaço. Uma das regras é que nada deverá andar de um lado para o outro vazio, não faz sentido!

-A segunda sugestão é algo que já há uns anos faço porque tenho muita roupa para levar de um lado para o outro… pegar em lençois (que depois têm que ir todos para a máquina, claro, mal se comece a arrumar a casa nova) e fazer troxas de roupa, até podem ir cabides e tudo. Se já for tudo minimamente organizado, fazilita-nos muito a vida, acreditem.

05-02-animais-perdidos-Shutterstock_Images.jpg

 Os móveis:

– Sem qualquer tipo de sexismo envolvido ( nãaaaaa…:))… deixar que sejam Eles a tratar disso. sejam Eles os maridos ou namorados, os amigos ou… os homens das mudanças. A verdade é que das vezes que me meti a desmontar coisas, não só demorei 4 vezes mais tempo, como também fiz algumas asneiras, perdi parafusos e peças pequenas importantes para montar de novo… enfim.

image-2.jpg

Pratos, copos e afins:

– A dica de envolver em jornal é chapa 5, claro, por isso e até porque desta vez, feita arva, tinha acabado de deitar revistas e jornais fora e não tinha nada com que fazê-lo, optei por rentabilizar, mais uma vez e, claro, proteger as faianças 😉 Entre tudo o que se partia fui colocando panos de loiça, toalhas de cozinha e trapos… assim, foi um dois em um. Como ainda iam dobrados e junto com o resto que era para pôr na cozinha, facilitei a tarefa de arrumar tudo mais rápido.

O que não deve nunca ser empacotado:

– Pois, esta aprendi no dia em que tive que andar com as mesmas calças quase 2 semanas porque não encontrava a troxa das outras que tinha ficado na casa antiga, imaginem, soterrada debaixo de outras coisas que ainda não tinham ido. Isso já foi há uns anos valentes e a partir daí, sempre que me meto numa destas… faço um saco ou mala com cordenados, os cremes que usas mais, pasta e escova de dentes, por aí… ( e até bijouteria se tiver que andar mais pipi…) para uma semana, uma semana e meia. Agora… tenho a vida um bocadinho mais dificultada porque também o faço para os miúdos, claro. Acreditem que nem sei o que é mais confuso, se os dias em que vivemos na casa antiga em que parece que explodiu algo lá dentro e não encontras nada do que queres, se quando chegas à nova morada e está tudo amontoado à espera de ser arrumado e tu não fazes puto de ideia por onde começar..

Bijouteria:

– Sim, como não tenho 3 ou 4 peças… tenho mesmo que levar tudo organizado. o pior de tudo é quando os fios dos colares se enrrodilham e não os consegues desembaraçar. Grrrr…. por isso: aneis e brincos em caixinhas e colares todos “deitados” em cima uns dos outros num saco duro ou num cesto ( eu levei num cesto de vime que costumo usuar na praia, e assim, mais uma vez rentabilizei espaço). Depois… só os tirem quando tiverem local para eles. Eu pendurei-os todos em cabides na lateral de um armário ( foi a tarefa de ontem!! Ufff… já está ;))

IMG_20150362_012753.jpg

Brinquedos dos miúdos:

– Só para dar a dica que é uma oportunidade fantástica para nos desfazermos de muita coisa, umas para deitar fora outras para dar. Mais incrível ainda, é encontrar brinquedos, puzzles e jogos empacotados que estavam arrumados num armário para quando “eles fossem maiores” e agora… felizmente encontrei-os e foi mais uma desculpa para tirar os obsoletos de casa.

– Outra dica, para, na casa nova manter os brinquedos, mininamente no sítio é criar gavetas ou caixotes com: bonecos pequenos, bonecos médios, só Legos e afins, uma gaveta de brincadeiras de praia (e banho), outra com “coisas de médico e ferramentas”,bonecos peluche pequenos, carros e motas pequenos e outro caixote com maiores, coisinhas de cozinha…. e por aí. A ideia é que, mesmo sendo eles pequeninos, se comecem a habituar à organização das suas coisinhas. Não é facil, acreditem (porque ao início somos nós que arrumamos tudo, todo o santo dia lol), mas acaba por valer a pena.

IMG_20150362_012956.jpg

E… dito ou contado tudo isto.. a mim que ainda me parece faltar um mundo para ficar tudo por aqui “nos trinques”.. desejem-me, por favor… tempo e vontade para organizar tudo como quero. A vocês, vou-vos dando conta das evoluções sim?

blog Barriga Mendinha