Mães e Pais na 1ª Pessoa

Catarina Beato 

Dias de uma Princesa

A primeira vez que morri de amor…

lembro-me com poucos pormenores que a primeira vez que morri de amor ele chamava-se Ravi. lembro-me da despedida porque íamos para a escola primária. também me lembro-me do Ivo, paixão avassaladora de uma colónia de férias. ainda sei a data de nascimento e a morada. ainda. mas nada se compara quando, aos 14 anos, morri de amor. quando a paixão arrefeceu e as palavras escassearam fui a casa dele com um ultimato:
– Ou sim ou sopas… 
 respondeu-me sopas. virei-lhe as costas e chorei durante os 750 metros que separavam as nossas moradas. depois chorei dias e dias. devem ter sido poucos. mas pareceram-me séculos porque na adolescência cada hora é uma vida.

Blog | Dias de uma Princesa  | © Pinterest