Espaço Família | Vem aí um irmão

Psicologia Clinica

14 de Maio de 2013

A hora de dormir

A hora de dormir está a tornar-se um pesadelo! A M. tem sempre um motivo pelo qual não quer ir deitar-se! Não tem sono, existe qualquer coisa no quarto que não a deixa dormir, está escuro, está demasiada luz…. Help!

A maioria dos pais partilha do mesmo problema: a hora do deitar dos filhos!

Sejam bebés ou crianças não é estranho ouvir coisas como:
– “assim que coloco o meu bebé no berço, mesmo que já adormecido começa a chorar”;
– “todas as noites é um “pesadelo” para deitar os meus filhos”;
– “a minha filha diz que não quer ir para a cama porque estão monstros no quarto”;
– “está sempre a acordar durante a noite e não consegue adormecer sozinho”…

Para evitar estas e outras situações, no que respeita à hora de ir para a cama é preciso ser inflexível e, sejam quais forem as causas ou os argumentos da criança, não dar lugar a nenhuma possibilidade de negociação. Primeiro porque trata-se do seu universo relacional e do humor do momento e, segundo, negociar significa confirmar a sua omnipotência, no caso dos mais velhos, dar importância ao motivo de medo que ela alegasse.
O ideal seriam criar rotinas desde o nascimento, não só pelo facto fazer com que o bebé se sinta tranquilo e descontraído, uma vez que consegue prever o que vai acontecer a seguir, mas também porque implementar rotinas desde cedo ajuda a prevenir muitos outros problemas relacionados com o sono.
Mas como estabelecer rotinas? Desde pequeno que deve ser criado o hábito de adormecerem na sua própria cama, melhor ainda, no próprio quarto. No caso dos bebés deve ser evitado embalar, prolongar a presença ou deixar que o bebé adormeça a mamar e depois colocá-lo na cama, porque o sono dos bebés é diferente do nosso, eles acordam muitas vezes durante a noite e, ao estarmos a fazer isto, quando acordarem só vão conseguir adormecer do mesmo modo, uma vez que não foram ensinados a adormecerem sozinhos.
Quando somos pequenos aprendemos muito por repetição, portanto fazer todos os dias a mesma sequência e sempre às mesmas horas só vai ajudar as crianças sentirem-se mais seguras, a auto-controlarem-se nas tarefas do dia-a-dia e a diminuir as lutas de poder, orientando o comportamento positivo e a segurança.
Para as crianças mais crescidas, existem tabelas que podem ajudar a estabelecer a rotina e ao mesmo tempo proporcionam de um momento de diversão ente pais e filhos.

 

Drª Olga Reis
Psicóloga clínica
oreivainu.blogspot.pt