Espaço Família | Vem aí um irmão

Psicologia Clinica

26 de Agosto de 2015

A Entrada para o Infantário

featured (2)

A entrada para o infantário é um momento gerador de grande ansiedade, tanto para a própria criança como para os pais. Em muitos casos, até à data, a criança nunca conviveu com ninguém da sua idade, permanecendo aos cuidados de familiares, como a mãe, o pai ou os avós.

A entrada para o infantário implica várias mudanças na dinâmica familiar, nomeadamente no que diz respeito à rotina da criança: acordar mais cedo, cumprir horários, permanecer na escola e, em muitos casos, só regressar a casa no final do dia. Além disso, a criança vai enfrentar alguns desafios, como conviver com os colegas, aprender a partilhar e a esperar pela sua vez e separar-se dos pais e do lugar que considera seguro, onde permanecia até então.

A verdade é que a criança consegue sentir a ansiedade dos pais, ou seja, pais ansiosos geram filhos também eles ansiosos. Em primeiro lugar, é essencial que os pais aprendam a lidar com a situação e com a nova rotina, de modo a transmitir tranquilidade à criança, para que esta encare o infantário como um lugar agradável, onde vai poder brincar com outras crianças e aprender novos jogos e brincadeiras. Podem explicar que aquele vai ser o seu “trabalho”, assim como os pais têm os deles e que, no fim do dia, o irão buscar e partilhar as novas experiências. Deste modo, eliminam a ideia de abandono, isto é, a criança percebe que não a vão abandonar, podendo igualmente afastar uma possível ansiedade de separação.

Para facilitar o ingresso no infantário, os pais poderão levar o filho a conhecer o espaço e a educadora de infância. Assim, no primeiro dia, já não terá medo do desconhecido e não se sentirá tão desorientado.

Nos primeiros dias, ou até mesmo semanas, é normal que, em alguns casos, a chegada ao infantário seja marcada por choros e gritos. Não se preocupem pais! Muitas vezes, assim que viram as costas, o choro para e a brincadeira começa. Após algum tempo, a criança irá chorar por não ficar mais tempo na escola!

 

Bom início de ano letivo!

 

Catarina Rosário

Psicóloga Clínica

Oficina de Psicologia – Equipa Mindkiddo

* Artigo exclusivo para Barrigas de Amor®

logo oficina da psicologia horizontal