Mães e Pais na 1ª Pessoa

O meu avô.

Hoje é dia dos avós. penso no meu , que partiu há quase dois meses. uma vida cheia. muitas histórias contadas e que começavam sempre ” numa ocasião…” , histórias com 50 anos que podiam ter sido de ontem. foram muitas, sempre diferentes, sempre contadas por quem sabe o que é importante na vida. uma vida cheia. falava-me de política, do que foi , do que é e do que deveria ser. falava-me sobretudo de justiça. um coração enorme…sempre.

Tive a sorte de crescer com os meus avós por perto, presentes. Daqueles que não esquecemos e sabemos a influência que tiveram na nossa vida. Fui uma criança mais feliz  e sou uma adulta mais segura.O meu avô partiu,  uns olhos azuis vibrantes, inquietantes, curiosos…serenos.
” é uma menina”, disse-me na nossa ultima conversa, quando ainda tivemos tempo, quando ainda tive tempo de lhe dizer que vinha aí  um bebé, com a esperança de que isso o agarrasse à vida…por mais um bocadinho. 

Não vai conhecer o meu bebé, mais um bisneto. Mas sei que vai vê-lo, e vai encher-se de orgulho. Este bebé não crescerá com o meu avô, mas irá ter os avós por perto, para lhe ensinarem o que a vida ainda não me permite. Para partilhar segredos e cumplicidades como só os avós sabem, daqueles que” não se podem contar aos pais”. E vai ser tão bom, vê-los, num mundo só deles, num amor único.

sou uma sortuda, cresci com um avô sempre por perto, um grande homem.
uma estrelinha que estará comigo, estará connosco, para sempre.

Sei  que o bebé que aí vem terá os melhores avós do mundo e isso enche-me de felicidade e segurança. E é tão bom!

 

 

DSC_5220 - Version 2

Joana Tudela Poiares

Blog | A Minha Barriga de Amor

v